Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Por que as passagens de ônibus aumentam? O protesto é válido?

O primeiro pensamento do trabalhador que, pra chegar ao trabalho, pega condução, é de que o governo é do mal. O "sistema" está lá, sentado, entediado, e do nada, pra animar as coisas, toma a decisão de aumentar as passagens. A verdade é que, quem luta somente contra o aumento das passagens, está lutando contra uma ponta de iceberg.

Vários fatores influenciam no aumento das passagens. Um deles é a inflação, que já acumula 6,5% nos últimos 12 meses. Se existir alguma dúvida sobre o que é inflação, sugiro que leia isso. Fora a inflação, a Petrobrás aumentou o Diesel em 5%. Em março, a FGV já previu esse aumento com base no preço do Diesel.

Mesmo assim, algumas medidas podem ser tomadas, como a isenção do ICMS em cima do Diesel, que aconteceu no Paraná. Tal medida pode diminuir o preço da passagem em até 6 centavos. De qualquer forma, o culpado pelo aumento das passagens, além da inflação, é o preço do Diesel. É claro, o direito de protestar é sagrado, mas o certo é saber por qual causa lutar. Bradar contra um simples aumento de ônibus, que é apenas um pequeno problema diante de tantos outros, é inútil. Afinal, o que afeta mais as pessoas de baixa renda? A passagem do ônibus, ou a inflação?


Sobre o protesto: No início, completamente desordenado e sem motivos consistentes. Como dito, apenas diminuir o preço das passagens não adiantaria de nada. Porém, graças às intensas discussões em torno do protesto ser legítimo ou não, muitos perceberam que "não são só os 20 centavos" (esqueça aquela argumentação da inflação desde 1994, etc). É a corrupção, a má administração de nossa economia, a repressão ilegal, projetos de leis absurdos, pessoas que não nos representam nos representando de fato. Em resumo, essa onda de protestos (que já ganha protestos em apoio no exterior) é um grito entalado do indivíduo pelo direito de sê-lo.

Comente com o Facebook: