Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Sabe quando cruzam raças de cachorro pra alterar elas? Veja os resultados de 100 anos desse hábito

Cruzar raças de cachorro pra tornar o focinho de tal raça mais fino, ou deixar o cachorro mais magro, etc, é um hábito antigo, e que está prejudicando as raças de cachorro, fazendo com que eles fiquem mais propensos a doenças. Veja os efeitos desse hábito em algumas raças. A matéria é da revista "Science of dogs".

Boxer


O rosto dele diminuiu e o focinho ficou mais virado pra cima. O boxer moderno tem dificuldades pra controlar a temperatura corporal em lugares quentes e de realizar atividades físicas nessas mesmas condições. É a raça com mais casos de câncer.

Dachschund


Note que as patas traseiras e o pescoço ficaram desproporcionais ao seu tamanho. As costas ficaram maiores e o peito foi pra frente. Ele corre sérios riscos de problemas na coluna, que podem ocasionar até paralisia.

Bulldog


O coitado foi tão alterado que ele corre riscos de sofrer quase todas as doenças do planeta. O físico dele está tão desproporcional que ele é incapaz de se reproduzir sem ajuda humana. Bulldogs morrem com 6 anos em média. Nunca tenha um.

São Bernardo


O São Bernardo moderno é muito mais gordo, tem a cara achatada e muito mais pele. Antes tido como um cão trabalhador, você dificilmente vai ver ele ajudando um humano com alguma coisa, já que agora eles superaquecem por qualquer motivo.

Basset Hound


Ele ficou mais baixo, sofreu mudanças na estrutura das patas, tem muita pele, problemas nas vértebras e orelhas excessivamente largas. 

Bull Terrier

Esse é quase chocante. Se antes ele era um cachorro atlético e bonito, agora ele parece um coelho deformado. 

Comente com o Facebook: