Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Animais que perderam partes do corpo ou se feriram e deram a volta por cima

Vemos muitos exemplos de superação entre humanos, algo muito comum em qualquer mídia, mas quase sempre esquecemos dos animais. Afinal, eles também ficam deprimidos, têm a capacidade de desistir das coisas e se isolar do mundo. Bom, mostrarei que outros, mesmo diante de adversidades e com a ajuda de humanos conseguem viver bem. Veja:

Hoppa


Hoppa é um cachorro de 4 anos que nasceu sem as patas dianteiras, vive em Israel, e anda pelas ruas de Tel Aviv com essas rodinhas que foram criadas por um estudante de artes que espera que sua invenção ajude outros cachorros na mesma condição que o Hoppa.

Snow


A Snow teve uma das patas traseiras amputadas e está ganhando uma prótese da Orthopets, instituição criada por um cara chamado Martin Kauffman. A Orthopets é especialista em próteses para cachorros.

 Naki'o


O Naki'o foi abandonado quando filhote durante o inverno e teve as 4 patas amputadas. Agora ele vive normalmente com suas próteses.




Hope


É um Yorkshire que tem o nome de Hope (no português, "esperança"). Perdeu uma pata e agora usa essa rodinha acoplada em uma roupa de cachorro.

Yu


Ela está usando sua 27ª prótese, tem 25 anos e vive em um aquário no Japão. Ela ficou presa numa rede de pesca 5 anos atrás e um tubarão foi lá e arrancou as nadadeiras dela e agora o pessoal do aquário sempre está tentando fazer com que ela volte a nadar normalmente. Estão na 27ª tentativa e nada indica que vão desistir.

Fuji


Esse golfinho fêmea (ou golfinha, sei lá) tem 37 anos e também vive no japão, com uma prótese na cauda. Ela, em 2002, perdeu 75% da causa em decorrência de uma doença desconhecida. Ela consegue nadar e pular com sua prótese (que é a primeira prótese já feita pra um golfinho), que foi desenvolvida por veterinários e pela empresa de pneus Bridgestone.

Pay de Limon


A história de como ele perdeu as patas é revoltante. Membros de um dos muitos carteis de lá arrancaram as duas patas dianteiras dele pra treinar arrancamento de dedos (um método comum no México). Um morador encontrou o cachorro em uma lixeira, sem as patas e sangrando. Depois de dar os primeiros socorros, o cara levou ele pra uma associação chamada "Milagros Caninos", que reabilita cachorros que sofreram abusos. As próteses foram feitas pela já citada Orthopets, depois que a associação conseguiu levantar 6.000 dólares em fundos pra que isso fosse possível.

Oscar


Ele teve as duas patas traseiras arrancadas por uma colheitadeira e sofreu uma cirurgia que foi pioneira no mundo: As próteses foram implantadas pelo veterinário Noel Fitzpatrick, com um método desenvolvido pela University College London Team

Motala


Em um hospital de elefantes em Bangkok, a elefanta (pra quem acha que é elefoa, clique aqui) de 47 anos anda com sua primeira prótese. Ela perdeu a pata pisando em uma mina terrestre.

Cici


Ela é da Turquia e perdeu o movimento das pernas depois de um acidente de carro. Agora usa essas rodinhas.

Tzvika


Um cortador de gramas passou por cima da tartaruga que vive em Israel também. O acidente feriu bastante seu casco e tirou quase todos os movimentos da sua parte traseira. As rosas elevam a tartaruga, fazendo com que seu casco não mais arraste no chão, e facilita sua movimentação.

Billy


Suas patas traseiras nasceram paralisadas, e após o veterinário Marco Van de Boom colocar essas rodinhas, ele conseguiu correr pela primeira vez.

Chris P. Bacon


O salvador do porquinho que nasceu sem as patas traseiras foi o veterinário Len Lucero, que usou partes de brinquedos pra criar a prótese.

Comente com o Facebook: