Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Os 10 snipers mais mortais da história

Enquanto os que usam a .12 em jogos de tiro são odiados, muitas vezes até banidos de servers, os que conseguem ser snipers de forma eficaz ganham certo respeito, um fascínio. Afinal, enquanto uns têm metralhadoras com fire rates grotesco, a sniper você precisa mirar, achar o cara, etc (tirando no Call of Duty que é possível dar aquele maldito quick scope). Mas, saindo do assunto de virgem, no mundo real existem ou existiram atiradores de elite (snipers) que foram muito eficazes na arte de estourar miolos. Conheça os 10 mais mortais da história:

10º - Thomas Plunkett


Era um soldado irlandês das tropas britânicas. Ele usava um rifle, não uma sniper, mas olha o que o desgraçado fez: Durante a batalha de Cacabelos em 1809, o cara usando um rifle bostinha acertou e matou o general do exército francês, chamado Auguste-Marie-François Colbert. O melhor é a distância: Mais ou menos 600 metros.

9º- Sargento Grace


Ele causou uma morte engraçada. O cara da foto não é o sniper, mas sim o general John Sedgwick. Grace era um sniper dos confederados, na guerra civil dos EUA. No dia 9 de Maio de 1864, na batalha de Spotsylvania, Grace tinha como alvo esse general. Quando as tropas inimigas conseguiram ter contato visual uma com a outra, Grace começou a atirar, a uma distância de 1 quilômetro mais ou menos, valor muito alto na época pra snipers. Os soldados sob o comando do general começaram a se esconder, foi quando ele disse: "O quê? Homens fugindo desse jeito de um único atirador? O que vocês vão fazer quando todos começarem a atirar? Estou com vergonha de vocês. Eles não acertariam um elefante nessa distância". Os soldados continuaram escondidos, e o general de pé. Foi quando um tiro acertou ele no olho esquerdo, causando sua morte.

8º- Charles "Chuck" Mawhinney


Esse cara tem 103 mortes confirmadas. Ele era um ávido caçador quando adolescente e entrou na marinha dos EUA em 1967. Ele serviu na guerra do Vietnã e tem o recorde de mortes dos snipers da Marinha. 103 mortes foram confirmadas, e outras 216 em aberto, já que era muito perigoso procurar por documentos e provas no campo de batalha. Tudo isso em 16 meses. Ele saiu da marinha sem quase ninguém saber dos seus feitos. 20 anos depois um cara fez um livro com documentos e provas de sua excelente habilidade como sniper.

7º- Rob Furlong


É um soldado do exército canadense. Ele tem o recorde de distância de uma morte confirmada. Ele matou um cara que estava a 2.430 metros dele. Isso aconteceu em 2002, na operação Anaconda. Sua equipe de snipers consistia em 5 pessoas. Ele viu 3 homens da Al-Qaeda nessa distância e atirou. A bala demorou 3 segundos mais ou menos pra chegar, e ele errou. Atirou outro, que também errou, mas aí o inimigo já sabia que estava sendo atacado. Porém, o terceiro tiro, que foi dado antes do segundo chegar, acertou um deles no peito.

6º- Vasily Zaytsev


242 mortes confirmadas. Ele treinou snipers em Stalingrado, e estima-se que os snipers que treinaram com ele, juntos, mataram mais de 3.000 soldados. Estima-se que contando as prováveis mortes causadas por ele, sem confirmação, cheguem em torno de 500 soldados.

5º- Lyudmila Pavlichenko


309 mortes confirmadas. Ela ficou 2 meses e meio no conflito de Odessa e matou 187 pessoas. Quando foram obrigados a sair de lá, passou mais 8 meses em Sevastopol e matou gente pra caralho. 36 dos inimigos que ela matou eram snipers também, tentando mirar nela.

4º- Francis Pegahmagabow


378 mortes confirmadas. 300+ soldados capturados. Ele já ganhou a condecoração mais alta do exército canadense 3 vezes e já foi 2 vezes gravemente ferido. 

3º- Adelbert F. Waldron


109 mortes confirmadas. É o soldado americano com mais mortes confirmadas. "Mas tem gente com mais morte, pq ele tá na frente dessas pessoas. Só porque é americano???". Calma, esquerdinha. O fato que traz ele pra essa posição é sua precisão incrível. O coronel Michael Lee Lanning descreve uma de suas façanhas: "Estávamos em uma canoa, descendo o rio Mekong, quando ouvimos tiros que vinham de longe e logo pulamos pro rio. Adelbert, em questão de segundos, pegou a arma, mirou e atirou no soldado que estava a 900 metros em cima de uma árvore"

2º- Carlos Norman Hathcock II


93 mortes confirmadas. Ele é o dono da morte de sniper mais famosa da história. Já aconteceu nos cinemas, mas na vida real, temos só essa documentada: Ele atirou, a bala entrou na mira da arma e matou o sniper pelo olho. Mas como isso foi possível? Ele estava no alojamento, em uma batalha, quando perceberam que na área tinha um sniper. Eles acreditavam que esse sniper queria matar ele, especificamente, já que estava causando muitas baixas. Quando ele mirou, numa fração de segundo o reflexo da outra mira apareceu e ele atirou, em um dos tiros mais precisos que já se teve notícia. Isso só foi possível porque o outro sniper estava mirando nele. 

1º- Simo Häyhä


705 (!!!!!) mortes confirmadas. 505 com um rifle, 200 com uma metralhadora. Foi um soldado finlandês, o maior sniper da história. Ele começou a servir no exército finlandês durante a guerra do inverno, contra a Rússia, em 1940. Esses números foram alcançados em 100 dias, e ele aguentou, muitas vezes parado, temperaturas de -40 graus.

Comente com o Facebook: