Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Uma história em gifs dos videogames retrôs: de 1972 até 1996

A história dos videogames é meio obscura no imaginário popular, principalmente entre os adolescentes de agora. Talvez você pense que a história do videogame é assim: Criaram o Atari, aí criaram uns Nintendos, teve a Sega, e aí veio o Playstation. Nada disso. Nesse post vamos ver como o terreno foi preparado pra que os jogos de hoje existissem:

1972 - Magnavox Odyssey ("Hockey" é o jogo do gif) 


Odyssey foi o primeiro console de videogame lançado na história. O inventor, Ralph Baer, estava querendo inventar um sistema de TV à cabo (não sei qual foi a sequência de fatos que culminou na invenção do videogame). Se você notar, o jogo é um Pong com jogadores de hockey atrapalhando sua visão. Alguém percebeu que poderia tirar os jogadores e...

1975 - Atari Pong


Esse vai ser o único Pong retratado aqui (isso se você não considerar aquele Hockey ali de cima como um Pong). Ele era distribuído por uma empresa chamada Sears, apesar do nome Atari. Cerca de 40 consoles no estilo "Pong" foram lançados nessa geração, não vamos falar de todos né?

1976 - Fairchild Video Entertainment System, também conhecido como Channel F (no gif, o jogo "Dodge it!")


Você lembrou daquele "jogo mais difícil do mundo", que ficou famoso na internet há alguns anos, não é? "Não", então vai tomar no cu. Mas o fato é que esse console foi revolucionário, tinha um controle bem melhor e era reprogramável (não tinha que ficar ligando e desligando pra começar a jogar de novo). Outra curiosidade é que o primeiro jogo a ter um easter egg na história foi desse console, chamado "Video Whizball".

1977 - RCA Studio II (No gif, o jogo "Freeway")


Provavelmente o pior console já inventado na história. Olha pro gif. Olha bem pra ele. Admire essa bosta. Faliu no primeiro ano de produção, ninguém queria esse lixo.

1977 - Atari Video Computer System, conhecido também como 2600 (no gif, o jogo "Pitfall")


Antes desse console ser lançado, os direitos da Atari foram vendidos pra Warner, porque o dono, Nolan Bushnell, queria ter certeza que a empresa teria dinheiro o suficiente pra se tornar uma líder de mercado. Funcionou: O console foi renomeado pra "2600" oficialmente em 1982.

1977 - Bally Astrocade (no gif, o jogo "Space Fortress")


Os controles desse console eram muito bons também, mas antes os botões de controle eram embutidos no próprio console, que no início se chamava Bally Home Library Computer, depois virou Bally Professional Arcade e finalmente virou Astrocade. A Bally vendeu os direitos do console, que foi revivido pela Astrovision. A dica que eu deixo é procurar pela internet pra jogar o jogo do gif (depois de ler o post!). É frenético.

1978 - Magnavox Odyssey² (no gif, o jogo K.C. Munchkin)


O Odyssey² vendeu mais de 2 milhões de unidades, terminando em terceiro na corrida da segunda geração de consoles, mesmo que a Magnavox nunca tenha investido nesse console fora dos EUA. Quem fez isso foi a Phillips, que investia pesado nesse console ao redor do mundo (fora de lá, o console era chamado de Phillips Videopac). O jogo do gif foi alvo de um problema com direitos autorais (adivinha que outro jogo estava envolvido no problema) e mudou o modo como a justiça dos EUA enxerga direitos autorais.

1978 - APF TV Microcomputer System (no gif, o jogo "Rocket Patrol")


Mais um console que foi feito por um macaco. Na primeira geração de consoles a empresa se deu bem, mas nessa, faliu no primeiro ano. Só olhar esse jogo babaca pra entender o porquê.

1979 - Mattel Intellivision (no gif, o jogo "Drácula") 


A Intellivision foi a primeira a bater de frente com a Atari. Tinha um suporte de uma gigante dos brinquedos, a Mattel. A Intellivision tinha melhores gráficos, o que ajudou a alavancar as vendas. Os idealizadores desse console, mais tarde, conseguiriam 50% do mercado com o Sega Genesis, mas isso vamos ver depois.

1982 - Colecovision (no gif, o jogo Smurfs)


A Colecovision marca o início da terceira geração de videogames, chamada de "terceira onda". A Coleco comprou as licenças e direitos de muitos arcades que a Atari esqueceu de comprar (o nome mais notável é o Donkey Kong da Nintendo). Foi vendido como a "experiência real dos arcades", já que era superior ao já desgastado 2600 da Atari e ao Intellivision.

1982 - Atari 5200 SuperSystem (no gif, o jogo Mario Bros.)


A Atari planejava trocar o hardware do 2600, pra chegar à altura do Colecovision, mas não rolou. Fez mais um console e nem chegou a ser vendido. Então fez o 5200, que era em 8-bits. Chegou meses atrasado no mercado, não decolou, e a Colecovision vendeu 3 vezes mais do que eles.

1982 - GCE Vectrex (no gif, o jogo "Mine Storm")


Muitos dizem que não é um console porque era tipo o Gameboy, mas tinha um controle que saía dele, então muitos também defendem que era um console sim. De qualquer forma, tá na lista, e tinha um visual bem bonito.

1982 - Emerson Arcadia 2001 (no gif, o jogo "Thanks a lot")


Trazer esse console de bosta em 82 seria igual a trazer um console 16 bits em 2000. Viajaram na maionese total, é ridículo. Demorou apenas alguns meses pra que o console parasse de ser produzido.

1985 - Nintendo Entertainment System (no gif, o jogo Super Mario Bros. 3)


O NES salvou a indústria de jogos dos EUA. Mas aí a Nintendo começou a fechar contratos exclusivos com a maioria dos produtores de jogos, e começou a monopolizar o mercado. A lei dos EUA proibiu isso mais tarde, mas o próprio mercado tornou mais vantajoso para os produtores não fecharem contratos de exclusividade.

1986 - Sega Master System (no gif, o jogo Phantasy Star)


O segundo console da Sega se chamava Mark III. Nos EUA tinha esse nome Master System. Não se deu muito bem contra o NES, e ficou em um distante segundo lugar no mercado. Parte da culpa do fracasso vai pra empresa que distribuía o console, a Tonka, a outra parte pode ser atribuída à liderança da Sega. Mas a verdade é que ficava difícil competir com a Nintendo quando eles tinham contratos exclusivos com todo mundo.

1986 - Atari 7800 ProSystem (no gif, o jogo "Ninja Golf")


A Atari já tinha esse console pronto e testado em 1984. Ter lançado ele na época poderia ter mudado as coisas. A Warner vendeu os direitos da Atari pra Commodore. Houve uma disputa pra quem devia dinheiro pra equipe da Atari. A Warner acabou pagando, mas o console não decolou. Essa disputa atrasou o lançamento em 2 anos, e já atrasado no mercado, se fodeu.

1989 - Sega Genesis (no gif, o jogo "Sonic Hedgehog 3")


Quando o Mega Drive foi pros EUA, a Sega teve que mudar o nome do console porque outra empresa já detinha os direitos sobre o nome. Eles ofereceram o console pra Atari distribuir e carregar o nome. A Atari iria dar o nome "Tomahawk" pro console, porque era "unicamente americano". A Sega decidiu ir por ela mesma e deu o nome. O Genesis chegou a ter mais de 50% do mercado de consoles dos EUA

1989 - TurboGrafx-16 (no gif, o jogo "Castlevania: Rondo of Blood")


Era um console bom, mas inferior ao Genesis, e não conseguiu decolar.

1990 - Neo Geo Advanced Entertainment System (no gif, o jogo Samurai Showdown)


Era um console muito bom e bonito, com gráficos superiores a todos os consoles na época. Mas era muito caro porque precisava de muita memória pra rodar, fez relativo sucesso.

1991 - Super Nintendo Entertainment System (no gif, o jogo "Star Fox")


Em 1991 a Sega estava começando a convencer todo mundo que era definitivamente melhor que a Nintendo, mas aí ela apareceu com esse console que fez um sucesso fodalhão no mundo inteiro.

1991 - Phillips CD-i (no gif, o jogo Zelda: The wand of Gamelon)


Como você pode ver no gif, o console não teve um resultado muito bom. Na verdade nem era pra ser um console. Não foi nem vendido com um, inicialmente. CD-i foi um formato desenvolvido em conjunto pela Sony e pela Phillips pra ser o sucessor do CD. O CD-i não pegou porque a qualidade do vídeo ficava muito ruim. Como console, não pegou porque ninguém sabia direito como fazer jogos nele, e todos eram variações de point and click.

1992 - Sega CD (no gif, o jogo "Batman returns")


A Sega e a Sony tinham certeza que jogos em CD-ROM seriam mandatários na próxima geração de jogos, e os dois investiram muito dinheiro nisso. Tinha vários jogos bons, mas péssimas "ceninhas", como a do gif

1993 - Pioneer LaserActive (Vajra pictured)


Outras empresas estavam convencidas de que o LaserDisc seria o próximo grande formato. Afinal, era bem melhor que o CD-i. O diferencial desse console aí é que ele tinha muitos addons (arminhas, etc). Era divertido, mas bem caro.

1993 - 3DO Interactive Multiplayer (no gif, o jogo Road Rash)


E se a EA fizesse um console? Foi basicamente isso. A 3DO não tinha dinheiro pra fazer o console, e licenciou a marca pra outras empresas, deu nisso. Não durou muito.

1993 - Atari Jaguar (no gif, o jogo "Fight for life")


A história do Jaguar, esse lixo de console, vai de encontro com o fim da história da Atari. A Atari ia lançar um console em 1991 de 16-bits chamado Panther, mas apostou todas as suas fichas no Jaguar. O Jaguar deu extremamente errado e era tosco pra caralho, e a Atari faliu.

1994 - Sega 32X (no gif, o jogo "Virtua Fighter")


Ele tem só 36 jogos, mas fez relativo sucesso. A Sega não queria lançar o Saturn ainda e queria prolongar um pouco o sucesso do Genesis. Mas por que não fazer uma espécie de upgrade no Genesis enquanto isso? Essa linha de pensamento resultou nesse console.

1995 - Sega Saturn (no gif, o jogo "Sega Rally Championship")


O Saturn foi um desastre em vendas, já que quando foi lançado não tinha jogos. Acabou tendo ótimos, como esse, que podia ser jogado online, mas não vingou. Fodeu com a Sega.

1995 - Playstation (no gif, o jogo Brave Fencer Musashi)


Muitos fatores poderiam ter evitado que o Playstation fosse lançado, e muitas empresas poderiam ter se beneficiado disso. Primeiro, a Sony propôs pra Nintendo lançar em parceria com eles um SNES-CD. A Nintendo não quis. A Sega lançou o Saturn, mesmo com as objeções da Sega da América, que queria esperar o Playstation pra fazer algo melhor. Lançou mesmo assim. Isso abriu caminho pro sucesso estrondoso do Playstation.

1996 - Nintendo 64 (no gif, o jogo "Mario Kart")


Lar de várias das melhores franquias da história (Mario, Zelda, Mario Kart, Super Smash Bros.), e mesmo tendo bons gráficos, o Playstation vendeu 3 vezes mais que o Nintendo 64. Depois veio o Playstation 2 e o resto você já sabe. Beijos.

Comente com o Facebook: