Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

14 belas palavras que não existem em outras línguas com ilustrações bonitinhas

As palavras são os sinais das coisas inteligidas. Nós pegamos o real e transformamos em palavras pra poder descrevê-lo. A nossa percepção da realidade aumenta conforme o tempo, sendo assim, o número de palavras que conhecemos também aumenta. Sendo assim, quanto mais palavras sabemos corretamente, mais sobre a realidade nós inteligimos. Alguns desses sinais são mais fáceis de serem entendidos pela facilidade de inteligir os objetos de tais sinais, como CAVALO, ÁGUA, etc. Outros já são mais complexos.

Marija Turina pegou 14 dessas profundas palavras que por enquanto só existem em uma língua, e as uniu com belas ilustrações. Veja:


Cafuné (português) - O ato de carinhosamente passar os dedos pelo cabelo de alguém


Palegg (norueguês) - Qualquer coisa que você possa colocar dentro do pão



Gufra (árabe) - a quantidade de água que pode ser segurada com as mãos


Baku-shan (japonês) - Uma bela garota, desde que ela esteja sendo vista por trás (conheço algumas e você também).



Schlimazl (ídiche) - Uma pessoa cronicamente azarada


Duende (espanhol) - O poder misterioso que uma arte tem de tocar profundamente em uma pessoa


Age-otori (japonês) - Ficar pior depois de um corte de cabelo


Kyoikumama (japonês) - Uma mãe que implacavelmente empurra o filho pra vida acadêmica


L'appel Duvide (francês) - "O chamado do vazio" é a tradução literal dessa palavra, e descreve o ímpeto de pular de um lugar alto


Luftmensch (ídiche) - Uma pessoa aérea, sonhadora. A tradução literal é "pessoa do ar"


Tretar (sueco) - "tar" significa um copo de café. "patar" é encher o copo de café de novo. Tretar é encher o copo de café pela terceira vez.


Torschklusspanik (alemão) - A tradução literal é "pânico do portão fechando". É o medo de perder oportunidades conforme envelhece.


Schadenfraude (alemão) - O prazer de ver uma pessoa se dando mal


Tingo (pascuense) - O ato de ir pegando objetos da casa de um amigo até roubar todos eles.