Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

As 5 fases da morte depois de ligar pro(a) ex bêbado(a)

Todos nós já acordamos um dia e percebemos que tinhamos uma conversa iniciada com algum(a) ex e você hesitou antes de ver o conteúdo. Até pensou em apagar sem ver. Passamos por 5 fases que se assemelham muito com a do modelo Klüber-Ross (talvez você não conheça por esse nome porque você lê pouco, mas são aquelas 5 fases da morte). Veremos elas aqui: 


São 6 da manhã e você foi acordado por aquele amigo que acha engraçadão acordar todo mundo cedinho fazendo bastante barulho, após uma festa em uma casa qualquer. Na verdade esse amigo se sente sozinho, e quando está, de fato, sozinho, entra em desespero. Então ele coloca uma máscara de palhaço e acorda todo mundo. O primeiro instinto após isso é olhar o telefone pra ver o horário. Você não sabe se são 6 da manhã ou 4 da tarde. Ao desbloquear o telefone, você vê que tem uma mensagem. Da sua ou do seu ex. E aquele preview da mensagem antes de você abri-la já faz com que você deduza que enviou uma mensagem pra ele(a), já que você lê "por que você me mand....", ou, se você tiver sorte, verá um "você está bêbado(a). Me deixa em paz".

Aquela dorzinha da sua cabeça é subitamente ampliada em 10 vezes. Você mandou mensagem pra ele(a)???? O quê? Quando? Então você começa a refazer os passos da noite pra saber em que ponto essa merda aconteceu.



Respire. Talvez você tenha mandado só um "Oi!" inofensivo, ou então você estava tão bêbado que a mensagem se tornou completamente ilegível, e a pessoa pode até pensar que foi enviada sem querer. Você começa a dizer pra si mesmo, antes de ver a mensagem, que com certeza não enviou nada comprometedor ou vergonhoso, e provavelmente está se preocupando por nada. O pior caso, e você quer acreditar nisso, é uma vergonha pequena que pode facilmente ser consertada ou esquecida.

Você respira fundo e abre a mensagem. Se depara com isso: "Eae sua troxs lembra de mim?" seguido de "to beudo kkkkkkkkkkk sdds de você". Alguns minutos passam até você ter enviado a próxima mensagem, que consiste em um texto de 5 páginas (se fosse feito no Word) detalhando todo o relacionamento e como você ficou magoado quando terminaram. As últimas linhas pedem desculpas por todos os erros e afirmam que você agora é outra pessoa, que mudou. A pessoa nem deu bola, e você mandou uma última mensagem. "É assim? ok então adeus". Sim, um desastre.


Nesse ponto você já jogou seu celular na parede e prometeu não ficar mais perto de um após encher a cara, ou achou um buraco e se enterrou, ou começa a pesquisar se os custos pra se mudar do país são viáveis com sua condição financeira. Você começa a reler seu texto ridículo e auto-piedoso, e começa a elaborar as melhores desculpas pra ele. "Alguém pegou meu telefone e mandou isso, desculpa"; "Desculpa! Pessoa errada. Eaí, como você tá?"; ou mete o louco e "Eu disse isso mesmo tô sóbrio e digo de novo" (dica: nunca ninguém fez isso). É claro que nenhuma desculpa vai funcionar porque com certeza você escreveu coisas que só você e a pessoa sabiam. Isso é o mesmo caso da Miley Cyrus fazendo twerk no VMA: a cagada foi feita e já foi vista. Já era.


Depois de escrever sua carta de perdão, algo do gênero "Nossa, fiquei tão bêbado que escrevi esse monte de merda, nem lembro disso hahahahahahahhahahahahaha8fh02ghv42", você começa a refletir sobre os fatos da noite que levaram a essa conclusão terrível. Você fica com raiva. Raiva da bateria não ter acabado, dos seus amigos não terem tirado o telefone de você, de você simplesmente não ter decidido não fazer isso. Raiva. Raiva porque a pessoa te abandonou, raiva porque você ainda sente a falta dela, raiva porque você acabou de destruir tudo se mostrando como um babaca que vai rastejando até os pés da pessoa. Raiva de coisas que você não admite ter raiva. Todas as raivas aparecem nesse momento.


Não há mais volta. Você sabe que precisa evitar encontrá-lo(a) nos próximos 10 anos. Você precisa achar uma pessoa nova porque qualquer chance de reconciliação foi completamente execrada. Você precisa amenizar a situação com seus amigos, dizendo "hahahah olha que engraçado o que eu fiz" pra colocar um escudo no fato de que você é um ridículo. Afinal, sua vida é isso: mentir pros outros e pra si mesmo. Tenha uma ótima semana.

Traduzido e adaptado da Kelly Bertzyk

Gostou do post? Então veja também:

Comente com o Facebook: