Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

As 7 histórias mais macabras do coringa nos quadrinhos

Se você não é fã de quadrinhos e só conhece o coringa pelos filmes, deve achar o personagem doentio, mas isso não é nada perto de como ele é nos gibis. Veja essas 7  situações que vão no mínimo incomodar seu sono:

Coringa arranca seu rosto e o usa como uma máscara: 


O Coringa já fez inúmeras coisas horríveis com os outros, mas não é estranho que um homem com sua mente nunca tenha feito alguma coisa mais bizarra consigo mesmo? Foi isso que a DC pensou, quando lançou o reboot New 52 Universe, no qual o coringa prega seu próprio rosto na parede.

"Hoje comemoraremos nosso renascimento!"

Se ele planejava algo com isso? Claro! Por que alguém faria isso consigo mesmo? Essa é a pergunta que ele quer que você faça. Se um pessoa faz uma coisa dessa só por diversão, imagine o que ele faria com alguém que ele não gosta? Pois é.


O momento mais bizarro do negócio é quando ele confronta Robin, e vira seu sorriso de cabeça para baixo, girando sua "máscara". Imagine ficar cara a cara com uma porra dessas. 


Se você planejava ter bons sonhos essa noite, sinto muito por você.

O Coringa é ainda mais sinistro como a mãe do Batman.

É isso mesmo. Como você já deve saber, a DC gosta de criar universos alternativos. Em um deles, quem morre no assalto não são os pais de Bruce, mas ele próprio. Em função disso, seu pai se torna um Batman mais velho, e sua mãe enlouquece de vez, virando a Coringa.


Já que ela sabe que o novo Batman nunca a mataria, a nova Coringa usa isso para escapar ilesa de coisas bem bizarras, tipo enganar Gordon para que ele mate a filha de Harvey Dent, para depois cortar a garganta do detetive. Ótimo.

 Coringa consegue separar Clark da Lois


Batman e Super-homem já se uniram inúmeras vezes, mas essa era a única interação entre Gotham e Metropolis. Os raros crossovers são bem especiais, assim como esse em que o coringa destruiu Clark sem nem encostar nele.


Coringa injeta uma toxina em Lois, e diz ao Super-homem que ela morrerá se não receber o antídoto. O problema é que esse antídoto só é possível caso a toxina sendo injetada no Coringa, que produzirá os anticorpos, mas morrerá em função disso. O Super-homem então tem que decidir entre deixar sua amada morrer, ou infringir seu código moral. E ele escolheu o código.


A jogada maior se nota quando Lois não morre. A toxina foi feita para fazer com que Lois aparentasse estar morrendo, mas não era fatal. Quando Lois acordou, ficou sabendo que seu marido escolheu a vida de um assassino maluco em vez dela, e é óbvio que isso não fez bem pro casamento deles. Clark deve ter ficado muito puto com aquele cuzão do coringa.

Coringa fica onipotente e usa isso para torturar Batman por toda a eternidade

O coringa, no final das contas, é penas um homem. Mesmo que seja enganador e habilidoso, ele não tem poderes especiais. E Batman deve agradecer todos os deuses por isso, já que quando a DC mostra o que aconteceria se o Coringa fosse Onipotente, coisa que conseguiu enganando o Dr. Mxyplyzyk, as coisas não vão nada bem pro cavaleiro das trevas. 



Batman é torturado até a morte de formas horríveis, e é depois revivido para sofrer tudo de novo. E como o coringa é um maluco, faz o super-homem assistir tudo, e, graças à sua super-audição, ouvir com detalhes a pele de seu amigo sendo rasgada enquanto ele grita sem ter uma boca. Batman não aguentou, como qualquer outro não aguentaria, e enlouqueceu. Quem o salvou da sanidade foi o próprio super-homem, que absorveu as memórias do cavaleiro, sem nunca contá-lo sobre isso.

 Coringa testa a integridade de Gordon matando sua esposa


Ele gosta de testar as pessoas, como faz com batman todos os dias. Acontece que dessa vez, o testado foi Gordon, quando Coringa mata sua esposa, usando uma tática macabra de jogar um bebê pra ela segurar, para depois dar um tiro à queima roupa em sua cabeça.


O coringa é pego e os bebês são salvos, e Gordon tem uma intensa confrontação com o homem que matou sua esposa a sangue frio. Ninguém o culparia caso ele decidisse matar o cara ali mesmo, mas em vez disso ele decide pelo clássico tiro no joelho. Afinal, se Gordon cometesse um assassinato a sangue frio, o coringa venceria.

Gordon sendo consolado por Batman, depois de atirar no Coringa

O abuso constante de Harley Quinn


Apesar de ser um dos casais mais aclamados da ficção, este está longe de ser um relacionamento saudável. Mesmo que Harley seja obcecada por Coringa, ele não vê nada nela, a não ser a possibilidade de ter alguém totalmente manipulável ao seu dispor.


"-Você ainda vai me achar bonita?"   "- E quando eu já disse que te achava bonita?"

Ele constantemente a trata da pior forma possível, e ela continua amando o psicopata. Afinal, o único amor de coringa é o Batman, e ele pune Harley pelo fato de ela não entender isso. No reboot em que ele arranca seu rosto, a coisa passa a não ser somente abuso verbal. Não existe mais nenhum teor humorístico na coisa. Coringa dá murros na cara da mulher que o ama sempre que sente vontade.


Esse maluco já matou centenas de pessoas, e já fez coisas horríveis, mas fazer com que Harley tenha vivido uma existência tão horrorosa está entre seus piores feitos.

Quando Coringa consegue fazer com que Batman o mate



A história se resume nisso: Coringa tentando corromper Batman, que se recusa a matar o assassino, já que se ele fizer isso, se tornará igual a ele, e novamente, o Coringa ganha. Mas a diversão dos quadrinhos é que você pode observar a história em diferentes universos, como por exemplo, o que Coringa finalmente faz com que batman o mate.


No história "JLA: The Nail", Batman perde o controle depois que Coringa mata Robin e Batgirl, assassinando o Coringa na frente de toda a mídia. No universo de Earth-2, o Batman, que é o pai de Bruce, tem menos escrúpulos e atira no Coringa na primeira chance que tem, para vingar a morte de seu filho. Em outros universos, como no em que Batman é um pirata, não faria sentido se ele enfiasse uma espada naquele filho da puta assim que pudesse? Pois é isso que ele faz.


O Batman vampiro é um pouco diferente. Depois de ser infectado por vampirismo depois de uma luta com Drácula, Batman tem que lutar contra o constante desejo de sangue humano, enquanto se alimenta de sangue de ratos. Em certo ponto ele sucumbe ao desejo e suga todo o sangue do Coringa, e como se isso não bastasse, enfiou uma estaca em seu peito.


Você deve ter notado que em todas essas cenas, o Coringa está sorrindo. Isso é porque ele sabe como será o mundo com um Batman corrompido. Em Injustice, quando o Super-homem mata o Coringa, ele se torna um ditador, criando um mundo horrível de se viver. Um mundo que o Coringa adoraria.
Por isso seu objetivo é corromper o maior exemplo de justiça presente. Mesmo que o Coringa morra, você ainda consegue ouvir ele rindo do inferno.
                                                                                                                                    Fonte: Dorkly (com alterações)

Gostou do post? Então veja também:

Comente com o Facebook: