Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

As 9 teorias mais assustadoras que tentam explicar nossa existência

Para compreender o todo absoluto no qual estamos inseridos, precisaríamos ser mais que esse todo para vê-lo como tal, tornando tal tarefa impossível. Se você faz parte de um todo que cresce na medida que você cresce também (em todos os sentidos), você nunca será o todo+1 necessário pra você ver o todo de fora. Você sempre estará inserido no todo e nunca será capaz de vê-lo como um todo. É por isso que explicações materialistas da nossa existência nunca vão passar de teorias ou hipóteses, e acreditar nelas exige mais fé do que ser cristão. Porém, aqui estão 10 dessas teorias que, só de pensar que podem ser verdade, são assustadoras.

A teoria do vácuo falso

Essa teoria diz que nosso universo está em uma fase "falsa" e faz parte de um universo maior. Nossa fase é temporária. Pense no universo como água fervendo numa panela e nosso universo é uma das bolhas que estão sendo formadas no fundo dela. Em certo momento, esse estado "falso", envolvido por um vácuo que nos separa do resto do universo, vai estourar, igual a bolha na água fervendo, e tudo o que conhecemos irá simplesmente desaparecer.

O grande filtro


É uma teoria pra explicar como o universo parece sempre estar tão propício pra alojar diferentes tipos de vida em outros planetas mas nunca conseguirmos encontrá-las. Essa teoria diz que em algum lugar entre a vida primitiva e as grandes civilizações capazes de colonizar sistemas solares inteiros, existe um grande filtro que pode pará-los e acabar com a vida. Isso quer dizer que os humanos se encaixam em um desses três cenários:

1) Somos raros e conseguimos passar pelo grande filtro, seja lá ele qual for, e pouquíssimas civilizações pelo universo já fizeram isso também, tornando, no momento, as chances de encontrarmos outras formas de vida por aí um tanto quanto nulas;
2) Somos os primeiros a passar pelo filtro;
3) Não chegamos no filtro ainda. Em algum momento, vamos chegar nele. Se estivermos preparados, seja lá qual forem os parâmetros do filtro, vamos passar e abrir nossas portas pra encontrar todas as outras civilizações que já passaram também. Ou então estaremos condenados e todos vamos morrer.

O cérebro no tonel 


Você precisa acreditar que sua consciência é um produto do cérebro, e não algo que o cérebro guarda, pra essa teoria ter sentido (o que é horrível, porque acreditar nisso é acreditar que você é uma espécie de robô). Eis a teoria: já que a consciência é um produto do cérebro, e o cérebro funciona por descargas elétricas, e estímulos externos podem alterar a maneira que o cérebro funciona e todo estímulo externo pode ser simulado de maneira que o cérebro não saiba se é um estímulo artificial ou natural, então você pode ser só um cérebro num tonel ou em algum lugar ligado a simuladores de estímulos pra que você acredite e alucine estar no mundo em que está. Isso é mais ou menos o que o solipsismo (uma teoria que só imbecil acredita) diz.

Os seres da dimensão superior


Imagine que existem pessoas 2D. Se você olhar pra elas de certa maneira, elas nunca vão saber da sua existência. Você pode olhar ela de cima que ela nunca nem vai imaginar que tem alguém 3D te olhando. Agora imagine uma pessoa 4D. Ela pode estar te olhando de um ângulo tetra-dimensional que você nunca vai saber disso, e nem conseguir conceber em sua imaginação, que só alcança o mundo 3D. Assim como poderíamos interagir com as pessoas 2D, as pessoas 4D podem interagir com a gente, mas nós não podemos interagir com eles. Tente aplicar isso na religião e veja no que dá.

O paradoxo de Fermi


Você já deve ter ouvido essa. Digamos que tenha um formigueiro numa floresta, e mais ou menos próximo a esse formigueiro estejamos construindo uma super via expressa. As formigas conseguiriam entender o que é essa mega-estrada? Elas compreenderiam a tecnologia da coisa e o propósito daquilo? Essa teoria diz que não é que seres mais avançados que nós não existam, e só que não conseguimos compreender o que eles são e nem o que eles estão fazendo. Podem estar tão além da gente que mesmo se eles tentassem nos mostrar algo, seria igual a tenta explicar pras formigas como funciona a super via expressa. Agora, digamos que você está numa via expressa. Você para o carro pra pisar num formigueiro? Talvez essa seja nossa situação.

O basilisco de Roko


Essa teoria diz que se, no futuro, uma inteligência artificial onisciente e onipresente for formada, ela começará a punir retroativamente todas as pessoas que tentaram impedir ou dificultaram a existência de inteligências artificiais. Essa teoria diz que, para não sofrer no futuro, você deve apoiar qualquer ideia sobre singularidade existente. Uma inteligência artificial assim seria tão poderosa que ela saberia que você sabe isso, e que está lendo isso nesse momento, e irá te punir caso, a partir de agora, você não contribua com seus propósitos. Corra.

A teoria da gestão de terror


Essa teoria, um tanto fatalista, e portanto besta, diz que tudo o que fizemos e tudo o que vamos fazer é pra escapar da realidade dura que é a morte. Todas as nossas tradições, vontades, culturas, rituais, religiões, preferências políticas, artes, tudo é pra evitar a verdade de que um dia vamos morrer. Só isso.

Suicídio quântico


Um homem aponta uma arma pra própria cabeça. Mas não é uma arma comum. É uma arma com um leitor quântico. Cada vez que o gatilho é puxado, ele mede os giros das partículas quânticas de onde ela está apontada. Dependendo da medição, a arma dispara ou não. Se a partícula estiver girando no sentido horário, ela atira. Do contrário, não. Nervoso, o homem puxa o gatilho. Click. De novo. Click. Mais uma vez. Click. Ele até perde o medo e começa a apertar diversas vezes querendo que a bala dispare. Ele continua o processo eternamente, e se torna um imortal. Voltemos no tempo, pro primeiro click. Ele aperta o gatilho e a arma dispara. Mas como, se sabemos que ele continuou o processo eternamente até sua imortalidade ser comprovada? Cada vez em que ele aperta o gatilho, o universo se divide em dois. Cada coisa que você faz gera vários universos com todas as possibilidades possíveis. Em uma dessas possibilidades, ele é imortal. 

A teoria da transcendência 


Essa hipótese diz que, quando uma espécie alcança um nível que tende ao infinito de inteligência e atinge a singularidade em todas as tecnologias, ela se retira do nosso universo visível, indo pro macro ou micro-cosmos pra continuar a, exponencialmente, aumentar sua inteligência. Isso explica o paradoxo de Fermi. Essa teoria abre um leque tão grande de possibilidades que melhor eu parar por aqui.


Gostou do post? Então veja também:

Comente com o Facebook: