Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Pessoas que só queriam se divertir e acabaram tendo um dia horrível

Nenhuma pessoa sai de casa pensando "hoje eu vou errar" ou "hoje eu vou me foder". Os mais pessimistas podem pensar repetidas vezes nas possibilidades disso acontecer, mas o normal é você acordar pensando que tudo vai dar certo e você vai tomar as decisões certas pra moldar seu futuro de forma que seja bom pra você. Essa tendência positiva quanto ao futuro inerente ao ser humano se potencializa quando saímos pra nos divertir, gerando muitas frustrações, já que quando vamos pra balada imaginamos que vamos conquistar 83 corações e participar de uma suruba onde só você representará o seu gênero sexual. Esse post é sobre pessoas que tiveram seu dia de diversão arruinado por uma besteirinha qualquer.


esse é o vasectojumping


quebrando a bacia ao vivo durante um moonwalking. merece ser colocado no currículo.



o mundo não é injusto. essa lontra quis andar em-pézinho no quadriciclo em um terreno molhado e defeituoso. ele mereceu. o mundo dá a todos o que eles merecem.


ba dum tssss


ela deu uma encarada sem querer no carrinho de controle remoto, que mora num bairro conhecido por suas biqueiras e pessoas mal encaradas em ruas estreitas e fétidas. nunca encare alguém desses bairros. vai ter troco.


dá pra ver a onda de choque avançando pelo seu corpo até chegar em seu pescoço causando um efeito de pinto mole balançando


sempre tem aquele filho que não é lá o preferido da mamãe, entende?


"ei, para!". ela parou. mas em poucos milésimos ela decidiu atropelar a pobre criança, que estava tendo uma maravilhosa tarde. enquanto o carro prensava seus pequeninos ossos contra o chão, e ela sentia o cheiro da grama, e o gosto da grama, ela só pensava "por que, minha irmã? por quê? eu sempre te amei..."


Toda família que se reúne de vez em quando (ou seja, tem certa estrutura, diferente daquelas que só se reúnem em fragmentos a cada 6 natais na casa de uma das partes da família que foi morar na praia e na verdade ninguém se importa uns com os outros, só querem evitar o aluguel de ir pra praia no verão) tem o tiozão sem noção. O tiozão sem noção é triste, num casamento que não gosta, come puta, fala de puta com o sobrinho, sai com gente 20/30 anos mais nova que ele, ou seja, um fracasso total que se vende como o felizardo que tem "liberdade" (solidão) e percebe que seu tempo de vida está passando. Mas não e à toa: seu "espírito selvagem" (seu guia moral é seu instinto) e sua burrice unidas sempre produzem ideias que geram resultados desastrosos no mundo real. É esse o caso do gif, onde esse imbecil achou que seria uma boa ideia pular numa piscininha infantil com no máximo 50cm de raio e com uma criança dentro.


nota que não só a bola atinge em cheio o centro de sua testa, como antes atinge seu smartphone verde, que com o choque também atinge o rosto do garoto, e sai girando violentamente, tamanho o impacto da bola, para seu destino que é quebrar. 


Nos EUA, alguns estados não tem o bafômetro, ou não tinha e agora todos têm, não presto atenção em mudanças locais na legislação de trânsito dos EUA. Acontece que devido a isso, policiais precisam recorrer a outros artifícios, aprovados por lei, pra provar que o motorista não tem condições de dirigir. Eu até acho justo, porque se o cara bebeu mas consegue andar em linha retíssima, fazer um 4 com a perna e alguns malabarismos, ele consegue dirigir tranquilamente, não interessa se ele encheu a cara de pinga. Bom, podemos ver que o amigo do gif não foi muito bem no teste. E também podemos ver que policiais sempre arranjam desculpas pra usar uma lanterna. 


Fico melancólico quando o destino calcula pra me foder, como aconteceu aí. A força do chute, o ângulo que o pé pegou na bola, a velocidade do vento, o atrito da bola no ar, a altura e o ângulo, unidos com a velocidade da bola e sua rotação no momento do impacto, só com todos esses fatores em seus devidos e exatos lugares que isso foi possível.


Imagino a seguinte cena: o negócio volta no saco do cara, ele fica estéril, e ele só se casou porque queria ter filhos. Eles descobrem, a mulher se mata, ele também. Entre no grupo dos alcoólicos anônimos. Álcool mata.


O cara que paga de machão sempre tá fazendo uma aposta, igual no poker. Ele não sabe o que vai acontecer porque não tem como saber o que vai acontecer. Sua postura é uma intimidação emocional que pode definir o que vai acontecer, mas o erro é achar que a intimidação emocional só acontece porque ele sabe quais ações vão se seguir após isso. Óbvio, ele pode se basear em fatores anteriores como diversas vitórias em brigas, mas não contra uma lancha.


Eu acho que cada um tem seu lugar no mundo, sua vocação. Você pode decidir por seguir sua vocação, ou não. Mas tem. Acho também que um deja vu é quando você fez a coisa certa no momento certo e isso é uma espécie de "você tá indo no caminho certo". E eu acho que a vocação de todo gordo é se foder. Gordo sempre escolhe não só as decisões erradas, mas as decisões que farão com que ele passe vergonha em público. Mesmo que ele faça algo ridículo na mais profunda solidão, o mundo irá conspirar e alguma coisa fará com que todos saibam.


Sim, eu sei. Você lembrou sobre o que falei do tiozão sem noção.


Uma coisa deprimente é o vandalistinha de rua, aquele que vê cavalete de político e derruba como se fosse algo corriqueiro, ou que joga pedra em vidro de banco, picha muro, age como que não só não seguisse as regras, mas fizesse questão de fazer o que é simetricamente oposto às regras. "Ué, mas o simetricamente oposto às regras não é só não obedecê-las?". Não. Existe o desregrado, que faz as coisas por ocasião e oportunidade. E tem o que sai de casa só pra quebrar regras. O primeiro tipo é idiota, mas o segundo é triste, e não entende nada sobre as pessoas, e principalmente nada sobre ele mesmo. Basicamente, estão pedindo socorro quando quebram coisas. Por isso deprimente.


O beijo grego mais intenso de toda a história do esporte


"Hoje eu vou no shopping e vou relaxar, sem ter problema algum, a semana foi pesada" - aí a primeira coisa que acontece é isso. Nesse caso eu até entendo se a pessoa saísse quebrando tudo.


Devido ao azar, eu aposto que é aquela manguaça pós-término de relacionamento.


Acho que ela conseguiu quebrar uns 23 ossos aí, e com muito suingue 

Antes de você ver o próximo gif eu preciso explicar uma coisa sobre os homens. Tem aquele cara que é aventureiro e corajoso, que toma decisões e faz quando necessário ou quando quer e pode. E ele sabe arranjar os meios de poder (sejam eles honestos ou não, aí depende do caráter do cara). Eles calculam as coisas em suas mentes de forma que quando colocadas em prática dificilmente algo dá errado, e quando dá, não é nada desastroso. A esse tipo de cara, sempre segue um fiel escudeiro, que dá apoio às decisões dele e só tem coragem de fazer algo aventureiro quando esse cara faz primeiro. Esse tipo de cara não calcula as coisas, ele faz imitando, e então provoca um duplo traumatismo craniano com os joelhos


, Ele conseguiu arruinar suas chances de sexo (que era o que ele queria) de dois jeitos: um que elas vão odiá-lo, e dois que elas podem até ter entrado em coma, sei lá. A não ser que ele queria fazer que nem no kill bill e comer a mina em coma. Ele pode usar a desculpa que viu na porta escrito "coma":


Seria perfeito se no final fosse o personage Bubbles do Trailer Park Boys. Pra quem nunca viu, é um retrato hiperbólico dos defeitos de grupos de amigos.


Depois de fazer esse tipo de cagada em público, as pessoas têm a capacidade de fingir que nada aconteceu, igual aquelas patinadoras olímpicas que caem como tivessem sido atropeladas por um caminhão supersônico e após de parar de rolar enquanto desliza e chora, levanta com pose de quem fez a melhor manobra do ano.

Comente com o Facebook: