Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Essas fotos foram tiradas milésimos antes de uma tragédia acontecer. Veja as histórias por trás:

Todos morrem. E como diz o Santo Doutor Afonso de Ligório, quando chegar a hora, é melhor estar preparado do que despreparado. E quanto mais cedo você se preparar, melhor, porque não é algo que chegue num momento certo para nós, mas pode chegar a qualquer momento a partir do nascimento, em qualquer idade. Os que fingem que a morte nunca chegará, morrem mal. Os que encaram de frente e se preparam pro fato, morrem bem. Por isso indico o livro "Preparação para a morte", do Santo Afonso.

Nessa publicação, fotos tiradas no exato momento em que uma tragédia iria acontecer, ou logo antes, e as histórias por de trás. Veja:



Keith Sapsford, de 14 anos, se escondeu nas rodas de um avião que iria da Austrália pro Japão. A ideia não deu certo, e ele caiu logo que o veículo decolou. John Gilpsin, um fotógrafo amador, testava a sua câmera e resolveu focar nas rodas do avião. Acabou registrando o momento do infortúnio.


Esse carro vermelho na foto estava cheio de bombas e explodiria em instantes. O ataque de Omagh matou 29 pessoas e feriu 220. O pai e a criança sobreviveram, o fotógrafo não.


Ayano Tokumaso, de 20 anos, decidiu se matar nas cataratas do Niágara. Ela escolheu um vestido vermelho para a ocasião.





O voo 123 da Japan Airlines caiu, e 520 passageiros morreram. O filme contendo essa foto foi recuperado dos destroços do avião. Apenas 4 pessoas sobreviveram.


Essa câmera de vigilância capturou os últimos momentos do voo 235 da Transasia que caiu no rio Keelung, em Taiwan. O avião carregava 58 pessoas, e apenas 15 sobreviveram.


Nicholas Mevoli após quebrar o seu próprio recorde de profundidade de mergulho sem equipamentos. Ele completou o mergulho, subiu, deu um sinal de "ok", tentou falar e desmaiou. Depois disso nunca mais voltou à consciência, e morreu no hospital. Nessa foto, segundos antes dele desmaiar.


Uma das turbinas desse Concorde começou a pegar fogo e bateu em um hotel, matando 113 pessoas.


Pavel Kashin era um praticamente de parkour. Após esse salto, ele cai de pé, mas se desequilibra e cai lá em baixo, morrendo após a queda.


R. Budd Dwyer foi tesoureiro da Pensilvânia por anos. Ele foi acusado de corrupção, convocou uma coletiva de imprensa e tirou um revolver do bolso. Essa foto foi tirada segundos antes de seu suicídio chocante.


Robert Landsberg capturou a nuvem de poeira hiper-quente que o mataria dali a segundos na erupção do vulcão St. Hellen. O filme que continha a foto foi protegido pelo seu corpo.