Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Conheça os instrumentos musicais do futuro que fazem sons interessantíssimos

Os instrumentos avançam conforme o avanço do conhecimento daquele que faz os instrumentos. Antes do sucesso, novos instrumentos flutuam em um limbo até que, pelas suas qualidades, vai passando de um pra outro, até que um dia se tornem indispensáveis. Os instrumentos apresentados aqui terão, provavelmente, um grande papel na música do futuro, ou pelo menos são fortes concorrentes. Conheça-os:

1) Sintetizador de bolso


A necessidade de mega estúdios com equipamentos caríssimos para a gravação de uma obra musical continuamente cai em desuso. Diversas opções de estúdios virtuais, instrumentos mais baratos, bons microfones por baixo preço, tudo isso está aumentando exponencialmente o volume de música composta e gravada. Um dos instrumentos que prometem auxiliar nessa transição, pelo menos na música eletrônica, são os sintetizadores de bolso. 

São sistemas compactos e versáteis, cabem no bolso de quem quer compôr músicas eletrônicas sem grandes investimentos. O modelo da Teenage Engineering sai por mais ou menos 200 reais. E seus adereços também prometem fazer parte dos instrumentos do futuro: a empresa DrumPants, por exemplo, criou roupas que se conectam com esses sintetizadores, e conforme seus movimentos, como batidinhas no peito ou do pé no chão, o sintetizador cria batidas.

2) Pan Drum



Esse instrumento de origens africanas é bem antigo, mas não está aqui sem razão: sua redescoberta, no ocidente, se espalha rápido, devido ao seu som maravilhoso que entrar facilmente e ressoa na alma. Inclusive, algumas tribos africanas desenvolveram linguagens com os sons desses instrumento. Devido a facilidade com que pode ser tocado, bem como a falta de necessidade de amplificadores e eletricidade, esses instrumentos de percussão prometem cada vez mais fazer parte dos luais num futuro próximo.

3) Nomis



Nomis é o nome do instrumento criado por Jonathan Sparks, e que não só permite a criação de todas as linhas de sua música, mas também serve pra apresentá-las ao vivo e ao mesmo tempo criar um espetáculo visual. Você programa o som que quer, as notas, e as coloca no octógono central. Seleciona uma faixa da música pra ser executada, e depois a deixa em loop. Gire o octógono e passe para a próxima faixa, até ter sua composição completa.

4) Seaboard RISE



Os teclados de expressão conseguem sentir o que queremos de uma nota. Uma mega evolução dos pedais do piano. A intensidade do dedo e seus movimentos alteram a entonação da nota, dando mais vida à música. A Seabord RISE é uma das empresas que estão fabricando tais teclados.

5) Metatonal



Embora muitos não saibam, a música é uma ciência muito complexa, e um músico profissional precisa ter muito estudo (alguns acham que faculdade de música é ficar dedilhando guitarra e dançando). São muitas as escalas e padrões de notas, combinações e harmonizações pra que uma orquestra, por exemplo, embora toque notas diferentes, não faça um som feio. É preciso saber qual nota vai bem com o quê, como se fosse uma culinária auditiva. 

Esse novo teclado, que parece feito de Lego, pelo seu esquema de cores mostra quais notas harmonizam com quais, e quais escalas podem ser usadas com o quê, por exemplo, permitindo que até um leigo possa improvisar.

6) Eigenharp



O Eigenharp pode ser tocado como uma guitarra, como um clarinete, como um teclado e como percussão. Basta definir o som e, com Eigenharps o suficiente, você pode ter uma orquestra. O resultado é bem interessante.