Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Mulher é presa por mandar 159.000 mensagens de texto com ameaças de morte depois do 1º encontro


Uma mulher que foi presa por mandar 159.000 mensagens de texto a um homem, incluindo ameaças de morte, diz que quer ir pro julgamento, pois acredita que será declarada inocente e que o júri vai ordenar que ela se case com o seu amado. Outras fontes dizem que foram 65.000 mensagens.

Isso é o que Jacqueline Ades disse por uma entrevista telefônica que fez com o Arizona Republic, direto da penitenciária de Maricopa. A história ganhou atenção internacional devido a extrema bizarrice do caso. Ela foi para um primeiro encontro com um homem da cidade de Paradise Valley, que não quis continuar o relacionamento. Então, durante o período de um ano ela mandou 159.000 mensagens de texto com ameaças de morte bizarras, dizendo que ela "vestiria seu corpo e comeria seus órgãos". 

No pior momento da história, ela invadiu a casa do homem e foi encontrada na banheira pela polícia. Jacqueline se diz surpresa pela prisão: "Eu acho isso ridículo. Não acredito que acabou assim. Não acredito que estou na prisão por umas mensagens de texto".



Essas "umas mensagens" eram cerca de 500 por dia. "Não tente me deixar...eu vou te matar. Eu não quero ser uma assassina"; "Eu sou o novo Hitler"; "Você mal sabe o que eu faria com o seu sangue...eu me banharia nele". Todas as mensagens eram desse teor. Obviamente o homem ficou um tanto assustado. 

Então ela passou a ficar estacionada na frente da casa do pobre-coitado, que ligou pra polícia, que disse pra ela sair de lá. Ela decidiu tomar mais um passo, invadiu a casa do homem, que chamou a polícia. Ela foi encontrada pelos policiais tomando banho na banheira. Foi presa e aí todo o caso foi descoberto.

Ela também disse na entrevista que um vidente que ela visitou antes do encontro com esse cara falou que ela encontraria o seu anjo-da-guarda naquele dia, e claro, ela não pode deixar ele ir embora assim.

Fonte: People