Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Homem entra em viagem de 9 horas de LSD puríssimo sem querer após manutenção em sintetizador dos anos 60


Nos anos 60 ocorreu uma explosão de uso da droga LSD, um ácido que não faz nada bem pra sanidade mental (a prova é o Woodstock). E pra quem não sabe, o LSD cristalizado, quando guardado no escuro e sem contato com o calor, pode se conservar por muitos e muitos anos, ainda mais quando é puríssimo.




Um homem chamado Eliot Curtis descobriu isso da pior maneira. Ele, como gerente de operações da rede de televisão KPIX, achou no depósito um sintetizador sonoro dos anos 60, e ele, sendo um entusiasta da música, recebeu autorização da emissora pra levar a "tralha" pra casa. Uma vez lá, decidiu limpá-la e consertá-la, empolgado com a ideia.

Ao abrir o equipamento, se deparou com o que descreveu como "uma substância cristalina". Ele passou álcool e começou a passar o dedo na substância pra removê-la. Após uma hora, começou a se sentir estranho, e mal sabia que uma viagem de LSD puríssimo, que duraria 9 horas, estava prestes a começar. Dependendo da potência do LSD, o efeito pode ser obtido pelo mero contato com a pele.

Depois de ter ficado muito louco e tendo falado com os responsáveis da televisão, três testes foram realizados na máquina, e os três detectaram o ácido.

Fonte: CBS

Compartilhe no Facebook!