Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Fazendeiro que matou adolescente de 16 anos que invadiu sua propriedade diz que faria de novo


Tony Martin, de Norfolk, Reino Unido, foi preso em 1999 em um caso que ficou famoso no país. Ele matou Fred Barras, de 16 anos, e feriu seu amigo, após os dois invadirem sua propriedade. O julgamento tomou conta da TV, e ele acabou pegando 5 anos de prisão porque a arma que usou não era licenciada. 






O caso acendeu muitos debates na Inglaterra, sobre a questão da legítima defesa e do armamento civil. Após 20 anos do ocorrido, o homem foi entrevistado pelo Daily Mail, e disse que, nas mesmas circunstâncias ele faria o que fez de novo.

Quando perguntado sobre remorso, ele respondeu: "eu fui chamado de matador de criancinha. Não fiz nada de errado. Eu fiz o que qualquer um faria".

Ele revelou que foi visitar o túmulo do falecido garoto. "Eu não senti nada. Fiquei lá parado. Pensava sobre como as coisas acontecem por causa de nossas escolhas. Isso se aplica a ele. Não fui visitá-lo por respeito. Foi por curiosidade".

Os promotores, na época, queriam que Martin fosse condenado à prisão perpétua. E o juiz acatou. Mas Martin recorreu, os advogados citaram sua síndrome de Asperger, o debate público fazia pressão sobre o caso, então a pena caiu de "pra vida inteira" pra "5 anos".

Martin diz que provavelmente acabará sendo preso de novo. "Eu sou extremo. Minha mãe sempre disse se preocupar comigo". 

Ele agiu certo? Agiu errado? Casos assim propulsionam debates que podem ser úteis.

Fonte: Daily Mail