Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Filho descobre que corpo da mãe doado para a ciência foi DETONADO com explosivos em teste do exército


Jim Stauffer, um homem de 33 anos, diz estar "arrasado" depois de descobrir que o corpo de sua mãe, que ele doou para a ciência após a sua morte, foi usado em um teste de explosivos do exército, e portanto foi completamente desintegrado. 




Doris Stauffer morreu de Alzheimer em 2013, e o filho pensou ser uma coisa boa doar o corpo para a "ciência", ou seja, para que o cadáver fosse usado em pesquisas científicas que pudessem contribuir com a vida das pessoas. Porém, o corpo foi repassado para o exército, que o amarrou em uma cadeira e explodiu o cadáver.

O homem diz que nunca vai se recuperar após ter descoberto o que aconteceu, e está processando o Biological Resource Center, em Phoenix, local para onde doou o corpo. "Me sinto tolo por ter acreditado neles". Jim afirma que, no formulário de doação, ele assinalou um item proibindo o cadáver de ser usado em testes de explosivos.

"Não tem como superar isso". Ele diz que toda vez que olha uma foto da mãe, ou vem uma lembrança dela na cabeça, é inevitável lembrar que explodiram o seu cadáver. O Biological Resource Center, inclusive, é alvo de um escândalo, já que o FBI descobriu um monte de coisas horrendas sobre o lugar, inclusive baldes cheios de cabeças e vendas ilegais de órgãos.

Jim foi atrás do que aconteceu com o cadáver depois de ver uma matéria da Reuters de 2016 acusando o local de vender cadáveres para o exército por aproximadamente 6.000 dólares cada um. O exército alega que o BRC assegurou que todas as famílias concordaram com os testes.

Fonte: Independent