Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

"Ela tentou nos matar": Mãe alega que criança adotada de 9 anos na verdade tinha 22


O que parece ser exatamente o roteiro de um filme de terror aconteceu com uma família dos EUA. Uma família cristã adotou uma criança ucraniana de 9 anos, e depois descobre que na verdade ela é uma sociopata de 22 anos, que tenta matá-los. Só não é igual ao roteiro de "A Órfã", porque no filme a "menina" tem 33.



 

Kristine Barnett, de 45 anos, e o marido Michael Barnett, de 43, estavam sendo acusados de abandonar a menina ucraniana em um apartamento em Indiana. Se mudaram pro Canadá e cortaram contato. Kristine nega as acusações, e diz que Natalia Grace é uma farsante e sociopata de 22 anos.

Ela foi adotada em maio de 2010. Essa foto foi tirada em setembro de 2012. A certidão de nascimento dela diz que sua idade é de 9 anos, porém, uma corte determinou depois que ela tem 22.


Nessa foto é ela logo após a adoção. Os pais começaram a suspeitar quando a então "menina de 7 anos" já menstruava e tinha um vocabulário muito amplo pra uma criança. A mãe então foi dar um banho na menina, e ela tinha pelos pubianos de adulto.


Kristine alega que Natalia tentou empurrá-la em uma cerca eletrificada, colocou água sanitária no café e ameaçou esfaqueá-la durante o sono. "Ela dizia que queria nos matar, nos esfaquear e nos enrolar num cobertor depois".

O casal chegou a ser preso por abandono de menor, já que a "criança" passou 3 anos em um apartamento sozinha. Porém, ela tem um caso raro de nanismo. "Nós não podíamos dormir tranquilos. Tínhamos que trancar as portas e esconder os objetos pontiagudos".

Após ter descoberto a água sanitária no café, Natalia confessou que queria envenená-la. "Ela menstruava, tinha dentes de adulto, não crescia conforme os anos passavam. Ela passava sangue nos espelhos da casa".

Antes dessa história toda, esses pais eram conhecidas por terem um filho genial. Diagnosticado com autismo, teve seu primeiro artigo científico publicado aos 12 anos.



Porém, um dia veio a verdade: a Suprema Corte do Condado de Marion determinou que a "menina" nasceu em 1989, hoje com 30 anos. Na época em que a abandonaram, tinha 22.

Foi após acharem as pistas que indicavam sua verdadeira idade que o comportamento de Natalie começou a deteriorar, caindo para os envenenamentos e ameaças de morte. Vendo pela babá eletrônica, Kristine viu que Natalie batia no bebê quando ninguém estava olhando. Internada em clínicas psiquiátricas, ela passou a confessar aos médicos as tentativas de assassinato, e que era bem mais velha do que dizia ser, achando isso engraçado.

Mesmo depois disso tudo, após Natalia sair da internação, a família alugou um apartamento pra ela, e ajudou-a a conseguir os documentos necessários para viver. Porém, ela foi expulsa do apartamento. E ainda assim, eles alugaram outro. E então ela sumiu.

"A última vez que conversamos no telefone, ela disse que estava fazendo macarrão para sua nova família". Onde estará Natalia agora?

Fonte: Daily Mail