Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Mulher adota cadela velhinha porque ela se parece com a que perdeu na infância e era a mesma cadela


Nicole Grimes, da Pennsylvania, tinha 10 anos quando pediu um cachorrinho. Sua avó então a surpreendeu e deu a ela de presente uma mestiça entre Poodle e Lulu da Pomerânia. Nicole imediatamente se apaixonou pela cadelinha, e a nomeou de Chloe.



 

Ela pensava que nada poderia separar os dois. Porém, diante de uma situação financeira difícil, o pai dela conseguiu um emprego em outra cidade e eles se mudaram, mas a nova residência não aceitava cachorros. A família decidiu então doar o cachorro. Isso partiu o coração de Nicole.

Depois de 4 anos juntas, o caminho de Nicole e Chloe se separaram, e a cadelinha foi para o Washington Humane Society, que recebe cachorrinhos e os doa.


7 anos se passam. Nicole já é uma adulta e tem a sua própria família. Olhando suas redes sociais, se depara com uma publicação sobre uma cadela velhinha chamada Chloe que estava para adoção. Não acreditou que fosse o mesmo cão, mas devido à coincidência, decidiu adotá-la, quem sabe pra remediar algo feito no passado (embora não por culpa sua). Porém, lá no fundo, havia aquela pontinha de esperança.


Conforme os dias passavam, sua "nova" amiga também chamada Chloe começou a exibir comportamentos exatamente iguais aos da antiga Chloe. Ela então começou a chorar e a chorar. Em seu coração, sabia que aquela era a Chloe. Então foi atrás da história dessa cadelinha.

Descobriu ela que a "nova" Chloe passou por um casal de idosos antes de ir pras mãos da mulher da qual Nicole adotou-a. O casal de idosos morreu, essa mulher ficou com o cachorro até conseguir alguém pra Chloe (no caso, Nicole). Conversando com a mulher, descobriu que esse casal de idosos adotou Chloe há anos atrás no Washington Humane Society, o mesmo lugar onde a "antiga" Chloe foi deixada.

Pra não deixar sombras de dúvidas, ela lembrou que colocaram um microchip na Chloe (comum nos EUA) quando a cadela ainda estava com sua família. Nicole pegou o número do microchip em documentos antigos de sua mãe, levou a "nova" Chloe ao veterinário e pediu pra ver se ela tinha algum microchip. Sim, ela tinha e era o mesmo número.

Essa foi a prova final de que os caminhos de Nicole e Chloe foram reunidos após vários anos.



Na publicação que fez em um grupo do Facebook, Nicole conta que duas redes de televisão vão exibir a história. Aliás, uma baita história.