Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

"Não gosto de incomodar": homem com prego de 8,8cm fincado no coração dirige sozinho pro hospital


Doug Bergeson não ligou pra ambulância depois de ter acidentalmente atirado um prego no próprio coração com uma pistola de pregos. Ele trabalhava em uma reforma em sua casa, em Wisconsin, EUA.




 

O motivo? "Bom, é que eu não gosto de incomodar as pessoas quando não é necessário. Eu estava me sentindo bem, tirando a dor do prego fincado no meu coração".

O prego ricocheteou na madeira enquanto Doug construía uma lareira, e voltou com tudo no coração. Com extrema calma, ele foi ao hospital. Ao chegar, disse ao segurança: "estou com um prego fincado no meu peito. Eu vou sentar ali. Se você conseguir achar alguém pra me ajudar, seria fantástico".

"Quando o prego me atingiu, senti uma pontada. Olhei pra baixo e não vi nada. Então, ergui minha camiseta e vi o prego. Pensei 'isso não é nada bom". Ele notou que o prego estava batendo junto com seu coração. "Então eu decidi que era melhor ir pro pronto-socorro".


Então ele se limpou, entrou no seu carro e foi até o hospital. "Meu carro é grande, então tive que ir devagar. Mesmo assim, os quebra-molas agravaram a situação". Chegando no hospital, procurou uma boa vaga perto da entrada e entrou caminhando. Ao verem o que aconteceu, após o assustado segurança correr para os médicos, estes se mobilizaram correndo pra ajudar o homem.

Antes da cirurgia, Doug enviou uma mensagem pra sua mulher pedindo que ela lhe trouxesse uma camiseta, já que os médicos rasgaram a sua. Os médicos, assustados, tiraram um raio-x e transferiram às pressas o homem pra outro hospital, pois teria que passar por cirurgia.

"Eu perguntei: não tem outro jeito de fazer isso?". Como eles disseram que não, ele disse: "façam o que têm que fazer então. Eu espero".

Dr. Alexander Roitstein, que cuidou da cirurgia, disse que o prego perfurou o coração e passou por milímetros de uma artéria que, se perfurada, causaria a morte do homem em segundos. Ele elogiou a calma do homem, que não removeu o prego por si mesmo e deixou os médicos cuidarem disso.

Doug passou dois dias se recuperando no hospital e recebeu alta. O homem disse que vai usar o prego removido de seu coração na lareira que construía. "Vou poder dizer que dei meu coração nessa obra".

Fonte: CBC News