Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Estudo diz que plantas sabem quando estão sendo comidas


Um estudo divulgado pela Universidade do Missouri alega que as plantas sabem que estão sendo comidas. Não que elas pensem "ai, ai, ui, ui, estou sendo comida". Nem as vacas pensam isso. Mas os cientistas de lá descobriram que os mecanismos de defesa das plantas é ativado quando algum inseto ou larva começa a comer alguma parte dela.




E se o mecanismo de defesa só é ativado quando isso acontece, é porque a planta "sabe" que isso acontece. Mas como elas ficam "sabendo" disso? Por vibrações sonoras. Então elas "ouvem" também? Quando o bichinho vai lá e mastiga a planta, isso provoca uma vibração, e a planta identifica essa vibração, ativando então seu mecanismo de defesa. E se ela ativa seu mecanismo de defesa, ela não gosta de ser comida.

Mas aí que a coisa começa a ficar doida: os cientistas descobriram que não só a vibração era provocada pelos insetos, mas que também a planta emitia vibrações. Um microfone especial que tem um laser pra detectar nano-ondas sonoras viu que a planta sempre está vibrando em tal frequência. Porém, quando uma de suas folhas começava a ser mastigada, uma vibração muito maior foi detectada (ainda que essa vibração muito maior seja imperceptível a nós). E essa vibração fez com que uma toxina passasse a ser produzida em seus frutos, pra espantar o predador.

Agora, o que isso tudo quer dizer?

Um lado quer que todos os seres vivos sejam racionais, ou seja, tenham livre-arbítrio, e daí que surge um código moral que não permite comer animais. Mas, baseado nesse estudo, seria necessário que o ser humano, pra viver moralmente, tivesse que se alimentar só de minerais e beber luz, já que na água existem diversos seres vivos, como bactérias. A outra opção é que a única criatura racional é o homem, e os outros seres vivos recebem como que uma "programação" que determina como agirão, já que não podem decidir por si mesmos.

Fonte: Wanderlust e Universidade do Missouri