Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Escola adota política de "mãos gentis" e proíbe que crianças brinquem de pega-pega por ser "muito arriscado".


Joanne Smith, diretora da Escola Primária de Rudyard Kipling, em Brighton, Inglaterra, tem sido ridicularizada pelos pais após implementar uma política que chamou de "mãos gentis". Dentro de tal política, as crianças agora não podem mais brincar de "pega-pega", por ser considerada uma brincadeira violenta. Ao invés disso, as crianças deveram bater palmas ou segurar as mãos umas das outras.




Os pais se enfureceram com a escola, e Joanne tentou explicar: "pra deixar claro, o "mãos gentis" não significa "não se toquem". As crianças podem segurar as mãos umas das outras e brincar de jogos em que se use as mãos batendo palminhas. Mas os jogos não podem ser físicos".

A mãe de uma criança de 10 anos disse ao Telegraph que o projeto é ridículo: "eles estão proibindo as crianças de brincarem de pega-pega. Em que lugar alguém pensaria que essa brincadeira tem algo de ruim?".

Conforme a polêmica foi aumentando, um porta-voz da escola fez uma declaração nos seguintes termos: "Queremos que o playground seja um lugar feliz, seguro e calmo, onde todos podem aproveitar o recreio fazendo os exercícios que sabemos ser importantes pra eles. Porém, com o apoio de toda a nossa equipe, bem como dos professores, lembramos da política de "mãos gentis".

Brincadeiras como o pega-pega foram proibidas pelo "alto risco" de crianças saírem machucadas. O próximo passo, quem sabe, será colocar todas as crianças em bolhas, até que elas cheguem aos 30 anos e não saibam ir sozinhas na padaria.

Fonte: Telegraph