Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Homem que sofre de verdade com a doença do "riso involuntário", exibida no filme "Joker", tenta explicar a condição


Scott Lotan é um homem de 47 anos que vive na Virgína, EUA, e foi diagnosticado com o "afeto pseudobulbar", que faz a pessoa rir ou chorar involuntariamente em momentos completamente aleatórios. O transtorno veio como um efeito colateral de sua esclerose múltipla.




Em entrevista que concedeu ao site LADbible, ele descreve algumas das situações em que se mete: "alguns restaurantes se recusam a me servir e pedem que eu vá embora, pois as pessoas ficam desconfortáveis". Porém, problemas violentos também ocorrem: "quando saio com meus amigos pra beber e começo a rir, sempre tem alguém com baixa auto-estima que pensa que estou rindo dele, e partem pra briga".


Porém, a pior situação em que já passou é difícil de descrever: "eu e minha noiva estávamos voltando da nossa festa de noivado. Um bêbado bateu em nosso carro e ela morreu. Minha mãe ficou em estado grave, e morreu três dias depois. Com a polícia no local, eu não conseguia parar de rir e acabei sendo interrogado pela polícia".

No velório ele não podia ficar no meio das pessoas, já que com certeza começaria a gargalhar em qualquer momento. "Explicar pras pessoas que eu não sou um psicopata é difícil".


Scott tenta viver uma vida normal, e viu o filme do Coringa, onde o personagem principal sofre com a doença. Segundo ele, foi como "se olhar em um espelho".

Após vídeos onde Scott sofre com os episódios viralizarem, ele recebeu muitas mensagens de pessoas desejando o melhor pra ele. O homem agradece, mas diz que sua vida não é horrível e cheia de trevas. Hoje em dia, muitas das situações acabam sendo engraçadas, segundo ele, embora houve uma época em que ele realmente tenha sofrido muito com isso.

Fonte: Lad Bible