Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Mulher mata os seus três filhos porque tinha medo de que eles abusassem mulheres quando crescessem


Brittany Renee Pilkington, de 27 anos, foi sentenciada a 37 anos de prisão depois de se declarar culpada do assassinato de seus 3 filhos. Ela sufocou os três, mas não de uma vez. Os três assassinatos se deram em um período de 2 anos. O caso aconteceu em Ohio, EUA.




Em depoimento, Brittany disse que fez isso porque ficou com medo deles crescerem e "abusarem mulheres". Niall, um bebê, foi morto em julho de 2014. Gavin, de 4 anos, foi morto em julho de 2015. Noah, de 3 meses, foi morto em agosto de 2015. Ela confessou o que fez quando Noah foi achado morto.

Sua confissão foi gravada, e nela, Brittany diz que estava deprimida e fez isso porque temia que seus filhos crescessem e abusassem mulheres. Porém, os promotores acreditam na possibilidade dela ter ciúmes da atenção que seu marido, Joseph, de 47 anos, dava aos filhos.

Seus advogados tentaram diminuir a pena, dizendo que ela tinha traumas de infância e que já foi até envenenada. Alegam também que ela já sofreu abuso sexual. Exames médicos constataram lesões cerebrais na mulher, mas a causa não é clara.

"Infelizmente, é mais seguro ela viver na prisão do que fora", disse seu advogado, Kort Gatterdam. O seu outro advogado disse que ela se arrependeu e sente falta de seus filhos todo dia. O promotor do caso, Eric Stewart, disse que ela não merece a pena de morte por conta das lesões cerebrais. O julgamento durou 4 anos, e Eric se diz aliviado.

Inicialmente Brittany se declarou inocente, e disse que os meninos morreram por defeitos genéticos. Testes foram feitos e comprovaram que eles foram mortos por asfixia.