Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Pai e mãe proibem o uso de smartphones aos filhos e 7 meses depois mostram os resultados positivos


Se até adultos viciam no uso dos smartphones, ou videogames, ou redes sociais, deixando de fazer certas coisas pra poderem continuar se entretendo com seus vícios, quanto mais crianças? É cada vez mais raro, por exemplo, ver crianças brincando de futebol na rua, o que é bem saudável, pra, ao invés disso, ficarem se deliciando com joguinhos eletrônicos ou vídeos direcionados pra crianças que não ensinam nada de bom.




Uma mãe chamada Molly DeFrank, notando que isso era prejudicial aos seus filhos, resolveu proibi-los de ficarem vendo televisão, ou no celular, ou no videogame. Trocou todas as atividades dos filhos, com brincadeiras esportivas, com leitura de livros e quadrinhos, ou com treinamentos artísticos. Fazer isso exige dar mais atenção aos filhos, já que se você deixá-lo em frente ao videogame, ele vai dar menos "trabalho", mas vai crescer sem saber nada além de jogar.


Segundo ela, 7 meses depois das proibições, ótimos resultados começaram a aparecer. "Meses atrás resolvemos tirar as telas de nossos filhos. Por quê? Porque nossos filhos estavam agindo como demogorgons (personagem de Stranger Things, uma popular série). Antes nós permitíamos apenas uma hora por dia, mas ainda assim, as telas aparentemente acabavam com suas criatividades, e causavam resmungos, brigas e choros. Então nós tiramos as tomadas, literalmente. Por um momento eles protestaram, mas então todos seguimos em frente.

Não consegui acreditar no quanto foi fácil. Eu vi meus filhos irem de uma dependência às telas pra diversas brincadeiras cooperativas. Um dia eles acordaram e viram eu e meu marido lendo na cama, então eles pegaram um livrinho cada um, e foram ler também. Quando vamos a um restaurante, por exemplo, levamos vários livrinhos ao invés de um iPad. As habilidades de leitura da minha filha aumentaram consideravelmente nesses 7 meses".


Entrevistada pelo site Bored Panda sobre a atitude dessa família, a pediatra Dra. Liz Donner recomenda que todos os pais façam isso. "Crianças precisam de interações humanas reais para desenvolverem suas habilidades. Muitos pais deixam suas crianças com as telas porque elas ficam entretidas enquanto eles fazem outras coisas, pensando que tal tecnologia é inofensiva pra eles".

Segundo ela, crianças que são proibidas de mexer com essas tecnologias desenvolvem muito mais as habilidades de leitura, de cognição, de interação social e até as habilidades motoras. Os índices de déficit de atenção em crianças que não mexer em smartphones são muito menores. "As crianças amam as telas, mas as telas não amam as crianças de volta".

Então, da próxima vez que quiser deixar uma criança vidrada em vídeo infantil do Youtube, saiba que está destruindo a cabeça dela. Ao invés disso, passe a levar livrinhos infantis pequenos com você, e leia pra ela.

Fonte: Bored Panda