Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Ginasta da Indonésia é expulsa da equipe nacional porque o técnico acha que ela não é virgem


Shalfa Avrila Sania, de 17 anos, treinava arduamente pra um grande evento esportivo, o Southeast Asian Games. Porém, subitamente ela foi desligada da equipe. A menina é conhecida por ser um prodígio. Desde os 8 anos começou a acumular medalhas de ouro.

"O técnico disse pra minha filha que ela sempre chega tarde e sai com garotos", e então foi determinado que ela não é virgem. Isso segundo a sua mãe, Ayu Kurniawati. "Eu fiquei chocada. Eu quero que eles limpem o nome da minha filha".




O caso estourou na mídia e o governo começou a se defender, dizendo que não teve nada a ver com isso, mas foi por conta de seu desempenho que ela foi cortada do time a alguns dias de ir para a competição, que começou dia 26 de novembro. 

 Shalfa, durante uma competição

O ministério do esporte, porém, disse que vai tomar medidas sérias se descobrir que a menina foi cortada por conta de uma suposta não-virgindade. "Isso mexe com a dignidade de alguém, além de ser um assunto pessoal, e não tem nada a ver com a performance", disse o ministério em uma mensagem pública.

A menina-prodígio já ganhou cerca de 50 medalhas desde que entrou no esporte, aos 8 anos de idade, o que inviabilizou a desculpa de que ela tenha sido cortada por conta da performance. A equipe técnica alegou, por isso, que também foram por "problemas de disciplina", sem dar detalhes. 

Enquanto a equipe técnica terá que provar que "problemas de disciplina" foram esses, o advogado da família de Shalfa, Imam Muklas, apresentou um relatório médico mostrando que o hímen da ginasta está intacto.

Ou seja: a cabeça de alguém vai ter que rolar, já que esse assunto está sendo comentado por quase todo mundo na Indonésia.