Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Mulher é presa após promover "luta medieval" até a morte entre dois homens pra ver quem ficaria com ela


Uma mulher de 35 anos foi julgada por promover um "duelo medieval" entre seu marido e o novo namorado pra ver quem ficaria com ela. Os dois estavam desesperados pra ter a "exclusividade" no relacionamento, e toparam a luta onde um deles terminou morrendo.




Asta J. vive no Reino Unido e segundo os relatórios das investigações, é uma pessoa com perfil "controlador e manipulativo", e fez com que os homens lutassem até a morte por ela. A investigação começou quando Giedruis J., de 42 anos, foi encontrado sangrando na rua cheio de facadas. Ele foi levado pro hospital mas morreu.

Depois descobriram que quem matou ele foi Mantas K., um imigrante da Lituânia de 25 anos. Pra alguns, caso encerrado, já que esse homem era o novo namoradinho de Asta. O homem admitiu o assassinato.


Porém, os promotores achavam que tinha coisa aí. Asta tinha pedido o divórcio há 5 anos, Giedruis não quis, então foi litigioso. Ele alugou um outro lugar mas ainda ia lá frequentemente, e começou a ter uma relação um tanto estranha com Asta. Os dois tiveram uma filha que tem 5 anos. Giedruis continuava a ir lá frequentemente, às vezes dormindo lá.

Asta arranjou então um "namorado", um imigrante da Lituânia, com 25 anos, e ela disse que Giedruis tinha que lidar com isso e pronto. Mas a animosidade entre os dois só crescia. Aparentemente ela começou a sentir prazer com essa disputa, mas não se satisfez apenas com a tensão emocional. Ela queria sangue.

Como ela conheceu esse namorado? Antes disso ela tinha se relacionado com outro imigrante, com o qual ela se casou no papel pensando que assim ele poderia entrar no Reino Unido pra ficar com ela. Mas ele foi preso entrando no país. Por meio dele ela conheceu outro preso, o Mantas. Quando ele saiu da prisão, ele veio pra ela e começou essa história toda.


Então veio o confronto. Os dois numa rua solitária, cada um como uma faca, ao estilo das lutas medievais: só um sai vivo. Porém, o que causou estranheza é que a rua ficava longe da casa de ambos os homens. Teriam eles se encontrado por acaso ali, cada um com uma faca, e resolvido lutar até a morte? 

Os policiais acharam isso praticamente impossível, e descobriram que tudo foi arquitetado. A luta foi premeditada, e segundo os investigadores, a culpada é a mulher. Eles descobriram que Asta contou pra uma amiga antes da luta acontecer que eles dois iriam se envolver em uma "batalha" que decidiria quem ficaria com ela.

Eles também descobriram que ela aconselhou Mantas pra usar "violência séria" contra seu marido. Ele escutou e deu 35 facadas nele. Mantas foi preso por assassinato, e ela por conspiração por homicídio.

Fonte: Mirror UK