Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Idoso de 88 anos sacrifica a sua vida pra impedir que duas crianças fossem atropeladas


As crianças conheciam ele como "senhor Bob". Seu trabalho era simples: ficar com um coletinho no meio da faixa de pedestres segurando uma placa de "pare". É que ali era a rua de um colégio, onde muitas crianças passam constantemente pra irem ver as aulas.

Há anos ele fazia isso, afinal, era uma rua tranquila, com mais crianças do que carros. Se um carro viesse e tivesse uma criança, ele erguia a plaquinha, a criança passava, então o carro poderia passar. Um costume do senhor Bob era ficar com balinhas de menta no bolso durante o trabalho. 




No final de semana passado foi o Valentine's Day nos EUA, onde o costume é presentear a pessoa amada, e foi um dia bem feliz pro senhor Bob, já que as crianças se juntaram e de surpresa levaram  um cartão com declarações de carinho e muitos docinhos.

Terça feira (ontem, dia 18/02) seria mais um dos muitos e muitos dias em que trabalhou. As crianças passariam pra entrar na Escola Católica Cristo-Rei, no Kansas, ele ergueria a placa de "pare", ouviria "bom dia, senhor Bob!", ele diria "bom dia!" e comeria mais uma balinha de menta.


Faltavam cerca de 5 minutos pro sinal tocar. Seria a hora de parar de conversinha e entrar na sala de aula. Senhor Bob estava no meio da rua ainda, mas avistou dois moleques chegando atrasados, meio que correndo pra não perder o horário da rígida escola. Um deles está na 5ª série, outro na 3ª.

Segundo o diretor da escola, Cathy Fithian, o senhor Bob avistou um sedã preto vindo em alta velocidade na direção dos meninos atrasados, que se preparavam pra correr pela rua, e tentou dizer pra eles pararem, mas rapidamente percebeu que nem as crianças conseguiriam entendê-lo e nem o carro conseguiria frear. 

Dizem que quando precisamos tomar decisões rápidas, é decidida aquela que na verdade já tínhamos decido antes em nossos pensamentos. Certamente senhor Bob amava aquelas crianças e amava o seu trabalho.

Empurrando os meninos pra fora da direção do carro, seu último ato foi fazer o que fez nos últimos anos: apontou a placa de "pare" pro carro em alta velocidade. A placa foi parar a 6 metros de seu corpo.

O motorista não estava alcoolizado, provavelmente entrou distraído na rua, e será indiciado por homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

As crianças foram chorando à sala do diretor, Cathy, que saiu correndo pra ver o que tinha acontecido. Mr. Bob se sacrificou pela vida de duas crianças, e foi homenageado pelo prefeito, David Alvey. Morreu pra salvar a vida de duas crianças em frente às inscrições no muro que apontam pra quem morreu por todos nós: Cristo-Rei.

O motorista não estava alcoolizado, provavelmente entrou distraído na rua.