Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

"Influencer" do Instagram é presa por enganar seus seguidores e roubar 6,7 milhões de reais


Você pode usar o Instagram como um depósito público de fotos legais, o que seria legal, ou pra satisfazer sua necessidade incessante de elogios, ou fingir que viaja o mundo todo e que é feliz, ou então pra cometer uma fraude milionária.




Kayla Massa, de 22 anos, escolheu a última opção e foi presa no dia 13/02 por causa disso. A polícia passou 1 ano e meio investigando Kayla e alguns cúmplices em uma fraude que vitimou 45 seguidores da mulher e lucrou aos fraudulentos cerca de 1.5 milhão de dólares (aproximadamente 6.7 milhões de reais). Mas como isso aconteceu? Como tanta gente foi convencida de dar tanto dinheiro pra ela? Vejamos.

A moça é uma "Instagrammer" e "Youtuber" conhecida pelo apelido @kayg0ldi. Sua conta do Instagram, agora privada, tem 330 mil seguidores. No Youtube ela tem 107 mil inscritos. Em sua conta ela participava de "desafios" que aparecem toda hora, como "desafio de virar panqueca" ou qualquer coisa assim. Também grava tutoriais de como deixar o cabelo bonito. Ou seja, coisas inofensivas.

 Os Stories que convidavam ao golpe

Porém, em seus stories começaram a aparecer maços de dinheiro, muito dinheiro, e prints de saldos bancários com mais dinheiro ainda, e legendas como "Se você tem uma conta bancária e está interessado em fazer uma grana de acordo com a lei, entre em contato!". Quando alguém entrava em contato, ela dizia que daria 5.000 dólares pra uma pessoa poder usar a conta bancária dela por algum tempo não especificado.

Então a conta bancária, com a senha dada pelos seus seguidores, era usada pra lavar dinheiro, com grandes quantidades de dinheiro roubado sendo depositados lá. A maioria das vítimas da "Influencer" foram jovens, alguns menores de 18 anos.


 
Um dos vídeos dela em seu canal do Youtube com 107 mil inscritos

Uma das vítimas, cujas iniciais são J.K, encontrou a influencer e o seu namorado em um McDonalds pra entregar o cartão. Segundo a vítima, ela disse que o homem que usaria a conta era dono de uma fábrica de roupas, e que a conta dele seria usada pra que fossem abatidos os impostos de um jeito "totalmente dentro da lei". Logo, dinheiro de uma fonte misteriosa começaram a entrar na conta, e compras começaram a ser feitas com esse cartão. O banco percebeu a origem fraudulenta do dinheiro, bloqueou o cartão, removeu os fundos e deixou a conta de J.K. negativa.

J.K. tentou entrar em contato com a Influencer, mas percebeu que estava bloqueado. Bom, como ela foi pega?

Um Nissan preto, em certo dia, foi parado durante uma blitz em Nova Jersey, na cidade de Winslow. No carro a polícia achou 39 cheques de uma concessionária da Nissan todas em nome de Keith Williams, embora não houvesse ninguém com esse nome no carro. A concessionária foi contatada e revelou à polícia de lá que estava rolando uma investigação de alguém que falsificou quase 700 cheques em nome do lugar. 

A polícia então foi verificar onde os cheques tinham sido depositados, e todos foram vítimas da Influencer. Ela e seus comparsas, já que tinha uma galera envolvida nisso, eram bons em convencer pessoas, mas horríveis em cobrir suas pegadas. O caminho do dinheiro terminava nas contas da mãe e da irmã da Influencer. Ao todo 10 pessoas foram presas, todas com idades entre 18 e 27 anos.

O golpe sendo aplicado via mensagem privada no Instagram

E assim terminou o grande golpe da Influencer. Lembrem-se: dinheiro fácil não existe. A concessionária conseguiu recuperar seu dinheiro, já que em momento nenhum aceitou nada, só teve cheques falsificados, mas as vítimas que cooperaram com a Influencer ficaram com o nome sujo ou com um baita prejuízo.

Fonte: Yahoo News