Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Programa coreano reúne mãe com filhinha que morreu em realidade virtual e causa polêmica


Um programa de televisão coreano chamado Meeting You exibiu a história de uma família que perdeu uma criança de 7 anos de idade. Em certo momento do programa, eles levaram a mãe da falecida criança em um lugar com fundo verde, colocaram nela um óculos VR e fizeram um reencontro imaginário entre ela e a criança.




Chorando muito, a mãe tenta acariciar a sequência binária que fingia ser a sua filha, inclusive simulando a sua voz, baseando-se em vídeos gravados dela.


São poucos os que têm a oportunidade de se despedir adequadamente de um ente querido, pois muitas mortes vêm de surpresa, e então a ideia era proporcionar uma despedida para a mãe conseguir lidar melhor com a perda. Porém, o caso causou revolta em muitas pessoas, que classificaram isso não como uma ajuda, mas tortura psicológica.

Revivendo as memórias adormecidas da mãe, ela começou a chorar muito tentando acariciar o software que fingia ser sua filha morta, e tudo isso pra dar audiência pra um programa de TV. Não é um tanto macabro?


Alguns compararam isso a um episódio da série animada "Ricky & Morty", onde um robô, pra causar desestabilização psicológica em um policial, recria o filho dele que morreu:



Outros, a um episódio de Black Mirror onde uma mulher compra um robô idêntico ao seu falecido marido, e no final, tudo dá errado, como em todo episódio de Black Mirror:


Veja e tire suas próprias conclusões. Uma transcrição do que ela e a "filha" falam estará logo após o vídeo


*TRANSCRIÇÃO DO DIÁLOGO*

Mãe: "Onde está você?"

Filha-Doppelganger-VR: "Mãe! Mãe! Onde você estava?"

Mãe: "Eu sempre estive..."

Filha-Doppelganger-VR: "Mãe, você pensa sobre mim?"

Mãe: "Todo dia"

Filha-Doppelganger-VR: "Mãe, eu sinto sua falta"

Mãe: "Eu também sinto! Minha querida Nayeon...Nayeon...você está bem, né? Sinto muita saudade. Minha linda Nayeon, eu quero muito te abraçar, eu realmente sinto saudades"

Filha-Doppelganger-VR: "Mãe, eu sou bonita, né?"

Mãe: "Você é muito, muito bonita, minha Nayeon...Nayeon...eu só queria poder te tocar mais uma vez. Eu toda hora olho pro céu e aceno pra você. Se você vir uma mulher maluca acenando pro céu, sou eu".

Filha-Doppelganger-VR: "Mãe, estou com frio".

Mãe: "Por que você está com frio?"

Filha-Doppelganger-VR: "Mãe, coloca a sua mão assim [sinaliza como colocar a mão]"

Mãe: "Assim?"

Filha-Doppelganger-VR: "Mãe, é bom segurar a minha mão, né?"

Mãe: "Sim, eu quero segurar ela"

Filha-Doppelganger-VR: "Se você segurar ela assim, nós duas vamos pro céu"

Mãe: "Sério? Oh, Nayeon, você está usando aqueles chinelos que você gosta"

Eu me recuso a continuar. Depois a filha-robô pede pra comemorarem o "aniversário dela" e faz a mãe soprar velas imaginárias.