Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Biblioteca secreta no Minecraft está sendo usada pra levar jornalismo censurado a países sob ditaduras


Não é raro em uma ditadura um jornalista que é crítico do governo "sumir". E menos raro ainda são suas matérias desaparecerem do mapa. Como fazer com que as pessoas possam saber dessas coisas?
A resposta pode ser inusitada: Minecraft.

Jamal Khasoggi, um jornalista árabe, entrou no consulado do país na Turquia, e foi morto e desmembrado por 5 homens com ligações com o alto escalão do governo da Arábia Saudita no dia 2 de Outubro de 2018. Javier Valdez, um jornalista mexicano que escrevia sobre os cartéis e suas ligações com o governo, foi morto à tiros por um matador de aluguel. Esses são só dois casos de jornalistas que morreram porque fizeram seu trabalho.




Em uma parceria feita pela organização Reporters Without Borders, a equipe de design Blockworks, a agência de publicidade DDB Germany e a produtora MediaMonks, uma mega-biblioteca foi construída dentro do jogo Minecraft. Lá, você poderá encontrar matérias jornalísticas que foram censuradas em 5 países onde a liberdade de imprensa é considerada ruim: Arábia Saudita, Vietnã, Rússia, México e Egito.

Não só as matérias dos jornalistas que foram assassinados nestes países são encontradas lá. Alguns jornalistas estão exilados, como é o caso do vietnamita Nguyen Van Dai, e outros estão bloqueados na internet do país, como o caso do portal russo grani.ru. Ambos estão em atividade, e suas matérias também podem ser encontradas em tal biblioteca.

Isso se dá em meio aos efeitos de um relatório feito pelo Comitê de Organização aos Jornalistas, dizendo que cerca de 250 jornalistas estão na prisão atualmente por perseguições governamentais. A biblioteca foi lançada no jogo no "Dia Mundial Contra a Censura Cibernética". Os textos estão disponíveis em inglês e na língua natal. 

 Foram 24 construtores e 12.5 milhões de blocos

Ou seja, se você mora em um desses países, pra que tenha acesso à matérias censuradas, deverá vestir um capuz e entrar no Minecraft. Procure a biblioteca, e leia as matérias. Só tome cuidado com agentes do governo que podem logar no jogo também. Segundo Christian Mihr, diretor do Reporters Without Borders da Alemanha, na plataforma do Minecraft os jogadores poderão ter acesso ilimitado às matérias.

Mas onde ela está? Não sei se posso contar. Pra nós é fácil, (mas não é interessante, já que se tratam de denúncias e mais denúncias de políticos) porque eles têm um site onde podemos ler tudo sem precisar entrar em uma aventura no Minecraft. Agora, pra quem está nesses países, boa aventura.

Fonte: CNN e CNBC