Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Homem confessa ter matado dois pedófilos na cela da prisão e diz ter feito um favor pra todo mundo


Um prisioneiro acusado de bater em dois pedófilos com uma barra de metal até que eles morressem confessou o crime, explicou o motivo dos assassinatos e disse que antes de matá-los avisou os policiais de que faria isso mesmo, e avisou mais de uma vez.




J. Watson, de 41 anos, confessou matar D. Bobb, de 48 anos e G. D. Conti, de 62 anos, no dia 16 de janeiro no California Substance Abuse Treatment Facility and State Prison, que fica em Corcoran, nos EUA. O homem escreveu uma carta e entregou a jornalistas da Mercury News

O homem disse que não conseguiu suportar a ira quando viu um dos condenados por abuso infantil se deliciando enquanto via um programa infantil onde crianças atuavam. Ele disse que horas antes dos assassinatos, ele pediu ao diretor da prisão que fosse transferido urgentemente porque ele atacaria um companheiro de cela. Porém, foi ignorado.

Após matar este que via a TV, ele ficou surpreso que ninguém estava vindo ver o que estava rolando, mesmo com o tanto de sangue e barulho, e então aproveitou o "momentum" e matou outro companheiro de cela, condenado por tráfico de crianças. J. Watson estava pagando por homicídio desde 2009.

Disse ele que foi procurar um guarda pra confessar o que tinha feito, encontrou este outro condenado "no caminho", aproveitou e matou ele também. Na carta, ele diz que fez um favor a todos.

Porém, se todos resolvessem individualmente fazer justiça com as próprias mãos, sem um sistema judiciário coletivo, o que aconteceria? Se o sistema judiciário já erra, imagine julgamentos individuais onde o próprio juiz é o carrasco? 

Fonte: Fox News