Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Mercados chineses reabrem vendendo gatos, cachorros e claro, morcegos


Muitas cidades chinesas estão celebrando a vitória sobre o Coronavírus, e tal celebração se deu com a reabertura dos mercados. Um deles foi em Guilin, no sudoeste da China. No mercado, cachorros e gatos estão enjaulados em grades enferrujadas, prestes a virarem churrasco. Morcegos e escorpiões são vendidos como pulseiras de hippies, em cima de um pano numa calçada, prometendo remédios para dores nas costas, dentre outras coisas.




Coelhos e patos são mortos no mercado, enquanto o sangue suja o chão. A pele do coelho é retirada, o pato é depenado, e eles vão sendo enfileirados para a venda. Esse é um relato de um correspondente do Daily Mail que está na China.


Em outro mercado que reabriu, em Dongguan, no sul da China, flagrou diversos animais sendo vendidos como matéria-prima pra remédios, como cobras, escorpiões, morcegos e sabe-se lá mais o quê:


O governo agora incentiva a população a ir às ruas e retornar à vida normal pra fazer a economia também voltar ao normal. "Todo mundo aqui acredita que o surto acabou e não há mais nada pra se preocupar. Agora, pra eles, é um problema dos estrangeiros", disse o correspondente. Ele ainda diz que os mercados estão funcionando exatamente como antes, mas agora existem seguranças que tentam impedir que fotos sejam tiradas.


O Daily Mail ainda relata que o governo de Beijing está espalhando uma história de que na verdade o surto começou na Itália em novembro, e tal história está sendo muito compartilhada na rede social Weibo. Outra história muito disseminada por lá é a de que os EUA levaram a doença pra lá.

A única cidade chinesa que ainda tem restrições é Wuhan, embora lá também elas estejam diminuindo.

Fonte: Daily Mail