Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

2 milhões de galinhas vão ser mortas porque não tem ninguém pra matar elas


Fazendas nos estados de Delaware e Maryland, nos EUA, se preparam pra matar 2 milhões de galinhas. O motivo é que os funcionários responsáveis por matar as galinhas não estão trabalhando.

Aparentemente um terceiro problema surge: quem vai matá-las? Uma solução é fazer um battle royale. Mas o que há de paradoxal nisto é resolvido do seguinte modo: uma coisa é matar a galinha de modo que as partes dela destinadas ao consumo sejam separadas em uma linha de produção. Pra isso, um certo número de funcionários é necessário.




Outra coisa é simplesmente matá-las e isso é suavão. A organização responsável pela fazenda prefere chamar de "depopulação". Segundo eles, elas serão mortas "humanamente" (dado o gosto por eufemismos, não sei o que isso significa) e sob as normas estabelecidas durante a chamada "gripe aviária".

A organização Delmarva, responsável pelas fazendas, diz que se não fizer isso, a capacidade de galinhas suportada pelas fazendas será ultrapassada, e elas acabaram morrendo de modo pior ainda. Eles também tranquilizam os mercados dizendo que isso não vai afetar a distribuição, já que eles fornecem 600 milhões de galinhas por ano ao mercado.

Mas é claro: tem uma organização de ativistas que quer que as galinhas sejam "doadas pra um santuário". Eles reclamam que falamos sobre galinhas como se fossem "commodities". Segundo Augustine Sosa, responsável pela ONG, as galinhas são vítimas e tudo isso é sobre o lucro.

O Departamento de Agricultura de Maryland disse que está monitorando a situação mas que não vai interferir porque as galinhas são propriedade privada.

Fonte: Telegraph