Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Após 26 anos, idoso finalmente remove faca enferrujada alojada em sua cabeça


Um idoso de 76 anos, que vive na área rural da China, já poderia se considerar sortudo após remover cirurgicamente a lâmina de uma faca enferrujada que foi enfiada em seu cérebro. Mas um outro fator determinante pra consideração de sua sorte é que a faca foi há 26 anos, quando ele tinha 50.




O velho fazendeiro Duorijie vive no condado rural de Haiyan, em Qinghai, na China. Em 1994 vieram assaltar o pobre velho, e meio que resistindo, acabou levando uma facada na lateral da cabeça, e era uma baita de uma faca.

Ele sobreviveu ao ataque, e inicialmente pensou que a faca entrou e saiu, e foi embora com o ladrão. E depois começou a sentir intensas dores, perda de visão, dentre outras sequelas horríveis, e ele pensava ser uma sequela da facada, cuja faca entrou, saiu e foi embora com o ladrão, segundo o auto-diagnóstico.


Mas passado um tempão, o idoso foi convencido por familiares a visitar os médicos da "cidade grande" pra verificar o motivo de tais sequelas não irem embora nunca, se seria possível fazer alguma coisa quanto a isso, etc. 

Em 2012 sua família o leva para a "cidade grande" tratar as sequelas da facada cuja faca entrou, saiu e foi embora com o ladrão. Naquela altura, suas crises de enxaqueca beiravam o insuportável. Então veio a descoberta chocante, após o raio-x: após a facada, onde a faca entrou, ela não saiu, mas só o cabo foi embora com o ladrão.

A lâmina de 10,16cm estava alojada em seu cérebro, e os médicos decidiram que seria muito perigoso tentar tirá-la. Teria que viver assim até o fim de sua vida, segundo tais médicos. Porém, 8 anos depois, alguns médicos especialistas estavam revisitando alguns casos da província de Qinghai e acabaram se deparando com o caso do velho Duorijie.

É comum que médicos especialistas visitem hospitais de outros lugares pra procurarem casos que façam parte daquilo que estudam. O médico Zhang Shixiang, de Shandong, estudava os casos de Qinghai e ficou interessado pela faca alojada há 26 anos.

"Quando achamos ele durante uma tour médica em Qinghai, notamos que os experts decidiram em um tratamento mais conservador, prescrevendo apenas analgésicos. Mas os sintomas começaram a ficar cada vez mais severos e insuportáveis. Devido às limitações dos hospitais de lá, trouxemos ele pra Shandong para o melhor tratamento possível", disse o doutor Zhang.

O idoso viajou 3.000km pra receber o tratamento, e tudo gratuitamente, afinal, não tinha dinheiro. Nesta altura do campeonato, Duorijie já tinha perdido completamente a visão do olho direito e os movimentos do braço e da perna esquerda. A lâmina estava pressionando o olho direito por trás, e causando grande dor.

Seria difícil tirá-la, mas de acordo com o neurocirurgião Liu Guangcun, era o único jeito de dar alguns anos sem sofrimento pro idoso.


Foram duas horas de cirurgia pra que a lâmina de 10cm fosse tirada. Depois, outra operação foi feita pra limpeza do ferimento. Ele está se recuperando bem e já está conseguindo andar sozinho. E mais: a sua visão voltou e as dores pararam.

"Eu não podia rir, bocejar e nem tossir. Os médicos me deram uma segunda chance e terminaram um pesadelo que durou 20 anos", disse ele.

Fonte