Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

"Aula da vida" onde crianças cuidam de um peixe e depois são obrigadas a comê-lo causa controvérsia


Muitas escolas no Japão tem causado uma controvérsia que chegou até a mídia nacional e internacional após a história se espalhar. Se trata de um projeto chamado "aula da vida", que visa ensinar as crianças a importância dos alimentos.

O que acontece na aula da vida? Ela pode ser feita com peixes ou com galinhas. No caso de galinhas, cada aluno recebe um ovo fecundado. Eles cuidam todo dia do ovo, até que o pintinho nasça. Eles cuidam do pintinho até que ele cresça e se torne ou uma galinha ou um frango. E então eles matam o frango, o cozinham e o comem.


As "aulas da vida" já fazem parte dos currículos de algumas escolas japonesas há seis décadas, e talvez nos ajude a entender porque é raro ver por lá desperdício de alimentos, e restos de lixo deixados em locais públicos.




Normalmente elas são feitas com estudantes do ensino médio, mas uma filmagem viralizou quando crianças do primário foram submetidas à "aula da vida". Elas não precisaram passar por todo o processo da galinha, mas cuidaram por vários dias de um peixinho que cresceu. Elas se afeiçoaram a ele.

Então, um dia, o peixe foi morto na frente delas, e no vídeo, elas choram muito enquanto comem pedacinhos dele.


Algumas crianças ficaram tão horrorizadas que tamparam os ouvidos e fecharam os olhos diante do peixe sendo dilacerado. Depois foi feita uma votação pra decidir se comeriam ou não o peixe, e a maioria votou sim. Então, aqueles que votaram não teriam que comer.


Essas aulas estão sendo administradas a crianças há 2 anos, e agora chegou à discussão nacional sobre aplicá-las a crianças. A Fundação Nippon, responsável pela "aula da vida", diz que é importante pra criança aprender o valor da comida. Afinal, nem tudo é um mar de rosas, e antes de desperdiçarem comida, as crianças vão lembrar disso.