Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Mulher diz: "acho que não vou mais fazer isso" enquanto jacaré a puxava pro fundo do rio


Uma mulher de 57 anos morreu após um ataque de jacaré na Carolina do Norte. Ela tentava fotografar o animal de perto, e, vendo que ele estava quietinho, achou que conseguiria tocá-lo.

A polícia classificou a morte como "afogamento acidental", de acordo com o relatório do xerife do Condado de Charleston.




Durante a investigação, a polícia descobriu que a mulher foi fazer as unhas nesse mesmo dia, e estava muito "animada e falante", muito mais do que o normal. Ela chegou no salão bebendo uma taça de vinho. 

Barbara Howell, amiga da mulher, disse que a animação se dava pelo fato de que o "namorado" dela viria de outro estado visitá-la naquele dia.


A vítima, chamada Cynthia Renne Covert, então foi do salão pra casa da Barbara na Ilha Kiawah. Barbara, que estava junto, disse que Cynthia não estava em "seu estado normal". Barbara gritou pra amiga se afastar do do jacaré, mas Barbara queria tirar uma foto de perto.

 A Ilha Kaiwah é cheia de laguinhos ao redor das casas. Os jacarés gostam bastante.

No relatório se lê o diálogo que as duas tiveram. Barbara grita novamente e diz que um veado foi pego por um jacaré exatamente naquele ponto por um dia destes. "Eu não sou um veado", gritou de volta Cynthia.

O marido de Barbara, ouvindo a cena toda, percebeu o que estava acontecendo e desceu do deck da casa que dava pra água e foi tentar resgatar Cynthia na marra. Barbara então decidiu, desafiante, tocar no jacaré. Nesse exato momento o bicho agarrou a perna dela.


Um vizinho, chamado Michael Clawson ouviu uma gritaria e veio olhar no seu deck o que estava rolando, e o marido de Barbara pediu desesperadamente uma corda pra que Cynthia segurasse e então os dois fizessem um cabo de guerra com o jacaré.

Michael rapidamente trouxe a corda enquanto o marido da Barbara segurava Cynthia com uma mão e batia com uma pá no jacaré com a outra. Então ela segurou na corda, os dois começaram a puxar, mas nisso o jacaré começou a girar. 


Cynthia disse em uma voz bem calma: "acho que não vou mais fazer isso", soltou a corda e foi arrastada pro fundo da água.

Quando a polícia chegou, "não havia movimento na água", segundo o relatório. Eles procuraram por 15 minutos, até que o corpo subiu boiando. A polícia foi tentar pegar o cadáver, mas pra surpresa deles o jacaré ainda estava segurando-a pela perna, e o corpo foi levado de volta pro fundo.

Mas poucos segundos depois o jacaré sobe novamente, e dessa vez leva um tiro na cabeça com uma pistola 9mm. Tirando a ferida na perna, o corpo ficou intacto, e morreu por afogamento.

Fonte: The State