Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Parque japonês proíbe gritos na montanha-russa pra evitar transmissão de doenças


As coisas já estão voltando ao normal no Japão, e com isso, o comércio, os shoppings e também os parques de diversão estão reabrindo. Mas ainda com restrições, pra evitar que, achando que qualquer ameaça foi completamente neutralizada, o povo mergulhe em algo pior ainda. Por exemplo: você deve usar máscaras em locais públicos.




O governo japonês tirou o país do estado de emergência, mas também exigiu que as empresas que trabalham com a presença de grande público apresentasse planejamentos pra que seus estabelecimentos fossem usados com segurança. Por isso, a Associação de Parques de Diversão do Japão, onde os donos dos maiores parques se reunem, desenvolveu um documento.


O documento contém uma série de recomendações não só para a administração dos parques, mas também para o público. Algumas delas são bem semelhantes as que os shoppings estão fazendo: todos devem usar máscaras, mesas e bancos a certa distância, a temperatura deve ser medida na entrada, etc. Porém, uma das recomendações chamou a atenção.

Segundo a Associação, os visitantes não podem mais gritar nas montanhas-russas e outros brinquedos considerados "extremos", pois uma gotícula de saliva pode cair na parte de cima de um loop, por exemplo, e quando o carro da montanha russa descer o loop a gotícula pode entrar pela boca de alguém.

 Mr. Bean se daria bem por lá 
 
Além disso, os gritos também foram "proibidos" na "casa mal assombrada", onde personagens assustam os visitantes que desbravam algum edifício propositalmente macabro. 

A Fuji Q Highland é o "parque do terror" mais famoso do Japão

Mas é claro: se você acabar gritando não será preso nem nada. Mas será instruído a não mais fazer isso, embora seja impossível.