Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Bodybuilder toma coragem e finalmente pede boneca em casamento após 8 meses de encontros


As motivações pra fazer exercícios são várias. Exercícios constantes fazem bem não só pra saúde corporal, mas pra mental também, pois se o corpo está bem, menos obstáculos a alma enfrenta pra que esteja bem também.

Porém, alguns decidem passar meses na academia e se esforçando muito com o intuito de conseguirem o maior número de parceiras sexuais possível, achando que, uma vez com o corpo bonito, serão perseguidos nas ruas por mulheres ensandecidas como os Beatles nos anos 60.


Então, quando o homem finalmente vê que seu corpo está, de fato, bonito, vai exibi-lo seja de que modo for e descobre que as coisas não são bem assim. Começam a pensar então em todos os meses onde se esforçou dolorosamente pra alcançar seu objetivo, e considerando tais fatos em seus pensamentos, acabam caindo em estado de negação até certo nível.

Alguns desses níveis entram no campo da loucura.


Yuri Tolochko é um bodybuilder cazaque que comprou uma boneca de plástico ultra-realista, a nomeou "Margo" e passou a dizer a todos que estava em um relacionamento com ela. O homem começou a levá-la em restaurantes e lugares onde casais costumam ir, chamou a atenção da mídia e até virou certa atração. Sempre que era avistado com sua boneca Margo, as pessoas tiravam fotos.


O bodybuilder, recentemente, levou a boneca pra uma "cirurgia plástica", porque, segundo ele, ela estava com algumas inseguranças quanto à sua aparência após os frequentes assédios da imprensa. "Quando eu a apresentei pro mundo, foram muitas críticas e ela começou a desenvolver um complexo", explica Yuri.


Segundo Yuri, ele encontrou Margo pela primeira vez em um bar, onde um jovem homem estava "tratando ela mal" (ou seja, pelo jeito ele roubou a boneca). Falando sobre sua personalidade, Yuri diz que ela fala palavrões, mas que é uma pessoa gentil interiormente.


O homem, inclusive, alega que ela conseguiu um emprego de garçonete em um bar que aceitou as suas limitações, como não poder andar e não ter alma. Após 8 meses de simples encontros, o homem a "pediu em casamento" ao som de um músico contratado pra tocar saxofone enquanto ele exibia um caro anel em um caro restaurante.


A cerimônia ainda não foi marcada. Ele mantém um Instagram pra ela, mas eu não vou divulgar.

Fonte: New York Post