Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Cabra que "sofre ansiedade" só se acalma depois que coloca sua roupinha de pato


Leanne Lauricella estava procurando roupinhas de tamanho infantil no mercado. Não eram pra crianças. Eram pra cabritos e cabritas de um grupo que ela mantém chamado Goats of Anarchy, em Nova Jersey. São muitos por lá, e também são muitos os que se perdem. Estes, Leanne e os voluntários de seu grupo resgatam.




Viu ela então uma bonitinha roupa com cabeça de pato e um corpo todo felpudo e fofo, feito pra criança não se machucar quando cair. Leanne pensou consigo que tal roupa ficaria perfeita na Polly, a cabrita recém resgatada.

 
Polly tem diversos problemas. Ela é quase cega, tem um problema neurológico que afeta sua mastigação e tem baixo peso. Além disso, segundo Leanne, ela sofre de ansiedade.


Quando Polly não consegue achar Lauricella, começa a correr pela casa enquanto chora freneticamente. Até que então, cansada de chorar, vai em algum canto de algum cômodo e começa a sugar o concreto da parede. Segundo a mulher, é algum modo pelo qual Polly controla a sensação ruim que tem.


Numa dessas crises da Polly, Lauricella resolveu colocar a confortável roupinha de pato nela, pra ver no que dava, e uma surpresa: a cabra instantaneamente se acalmou.


"Ela entra em algum tipo de transe. Ela fecha os olhos e vai embora", diz a moça.


Agora, sempre que Polly começa a ficar consternada, é só colocar a roupa de patinho nela que a cabra sossega. "Ela se acalma e vai dormir. Instantaneamente. É algo pelo o que o pessoal conhece ela aqui".

A roupa também é útil quando Leanne precisa sair e deixar ela sozinha, ou sair e levar ela junto. Nesse segundo caso, certa vez ambas foram no mercado, e foi só colocar a roupa de pato nela que ela dormiu pacatamente no assento para bebês do carrinho


Leanne testou a mesma roupa com outros animais pra ver se era a questão do animal ou a questão daquela textura envolvendo ela que a acalmava. A roupinha de porco teve o mesmo efeito:


Mas a roupinha de raposa não agradou muito o pessoal:


Pensaram então que a questão era de companhia. E de fato: resgataram um cabrito chamado Pocket, e esse cabrito começou a querer ficar deitado na Polly, e a Polly se acalmava também com aquilo:


Com certeza um parceiro de sua espécie é melhor do que uma roupinha de pato, mas ainda assim, fica o registro de como a roupinha de pato ajudou uma cabra a não ter crises de ansiedade.

Fonte: The Dodo