Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Gêmeos fazem dietas carnívora e vegan separadamente por 3 meses e mostram qual é a melhor:


Você já ficou por horas da madrugada discutindo com alguém aleatório em uma seção de comentários defendendo a dieta carnívora ou a dieta vegetariana? Esse estudo pode ser interessante pra tais discussões, seja qual for a sua opinião.




Hugo e Ross aceitaram participar de um estudo conduzido por cientistas do King's College, em Londres. Os dois irmãos foram considerados ideais pro estudo pois eles toda hora estão fazendo exercícios juntos, como andar por longas distâncias de bicicleta, ou escalar morros durante longas trilhas, ou qualquer outro esporte-aventura.

Por três meses Hugo só comeu pratos pertencentes a uma dieta vegetariana, enquanto Ross comeu pratos cheios de carne (mas com alguns vegetais). Eles também fizeram exercícios físicos 6 vezes por semana durante esses três meses, e os cientistas acompanharam de perto diversas informações de seus corpos.


Na foto acima, um exemplo de prato vegetariano que Hugo comeu


Na foto acima, um exemplo de prato onívoro, mas com muito mais carne do que vegetais, que foi comido por Ross.

Os pratos eram feitos de modo que contivessem o mesmo número de calorias, pra quantidade em si não atrapalhar os resultados que determinam a resposta do estudo. Por meio de um dispositivo colocado em seus braços, eles coletavam informações como colesterol, nível de gordura no corpo, e outras coisas.


Hugo, que fez a dieta vegan, começou o experimento pesando 83kg, e com 13% de gordura corporal. Após os 3 meses, ele perdeu 1,8kg e sua gordura corporal foi pra 12%.


Os níveis de colesterol de Hugo caíram, e depois das 12 semanas de dieta vegan, ele relatou estar se sentindo mais bem disposto, e segundos os cientistas, isso se deu porque os níveis de açúcar no sangue dele ficam mais estáveis. Ele também disse que o seu foco mental também melhorou. Porém, relata que sua libido diminuiu.


Ross, que fez a dieta carnívora, começou o experimento com 79kg e 13% de gordura corporal. Ele ganhou 4,5kg de músculo e 1,8kg de gordura. Seu nível de gordura corporal aumentou pra 15%, e ele terminou pesando 85kg.

O nível de colesterol não aumentou nem diminuiu, permanecendo estável.


Houveram diferenças também na microbiota intestinal (também conhecida como flora intestinal). Houve um acréscimo de bactérias que tornam o corpo mais resistente a doenças como diabetes tipo 2 e obesidade. Por outro lado, a microbiota de Ross não teve tal aumento, mas ficou mais consistente, e menos suscetível a alterações súbitas que poderiam provocar agravos.


O corpo deles também ficou um pouco diferente. Hugo, à esquerda, fez a dieta vegan. Ross, à direita, fez a dieta carnívora:



Deu pra notar que uma dieta leva a uma direção, e outra dieta leva a outra, e que se você continuar indo só pra um dos lados, vai acabar em algum extremo, e nesse caso, isso seria ruim. Porém, os irmãos querem ver o que acontece se fizerem a mesma experiência só que agora por 6 meses, ou então 1 ano. Haveria alguma consequência drástica ou em algum nível os dados permaneceriam estáveis em estado de repouso?

Seja como for, a conclusão momentânea dos dois é que a melhor dieta é uma mistura das duas, mas pode optar só por uma ou só por outra durante algum tempo por causa de uma meta ou outra, como perder peso ou ganhar peso, perder gordura ou ganhar músculo, dentre outros. E por enquanto, esta é a conclusão: equilíbrio, por a virtude moral se encontra no meio-termo racional, e a temperança é uma virtude que versa também sobre a alimentação.

 Os gêmeos publicaram as diversas etapas do estudo no Instagram deles. Os cientistas trabalham em um paper com as conclusões oficiais.