Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Homem "viciado em sexo" pede U$25 milhões pra Twitch após ver "streamers sensuais"


Um homem da Califórnia quer 25 milhões de dólares da Twitch após ter sido expulso a conteúdo "muito sexual e sugestivo". O processo de 56 páginas feito por Erik E. contém, além das reclamações, prints de streamers que segundo ele mostraram demais.




O caso foi oficialmente apresentado a Corte Superior da Califórnia no dia 19 de junho. Erik diz que é "viciado em sexo" e sofre depressão, agorafobia, transtorno obsessivo-compulsivo, doença de Crohn e síndrome do pânico. Sendo assim, diz ele que necessita do entretenimento fornecido pela internet.

Erik então foi ao Twitch ver gente jogando joguinhos, mas ele diz que o Twitch passou a sugerir pra ele streamers mulheres que exibem "conteúdo muito sexual e sugestivo", e que isso tudo é culpa do código do Twitch que sugeriu tais coisas a ele, prejudicando-o na parte que lhe toca em largar o vício pelo sexo.

O curioso é que a conta de Erik segue 786 streamers mulheres, e nenhum homem.  Ele também diz que o Twitch tira vantagem dele e de muitos outros viciados em sexo que podem pagar às streamers pra obterem uma reação positiva delas durante as transmissões ao vivo. "O Twitch usa do sistema de recompensa de gratificação imediata contra seus telespectadores viciados em sexo não diferente do que um cassino faria", diz o processo.

Além dos 25 milhões de dólares, Erik quer o banimento permanente de todas as streamers que, segundo ele, foram um problema por conta da sensualidade. Erik já processou, no passado, a Sony, a Nintendo e a Blizzard, perdendo em todos os casos.