Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Modelo tenta recuperar sua carreira após meme destruir completamente sua reputação


Uma modelo de Taiwan está há anos tentando desvencilhar a sua imagem de um meme que correu as redes sociais há algum tempo. Tudo começou quando a mídia resolveu contar a história do homem que processou sua esposa após descobrir que ela tinha passado por cirurgias plásticas antes de conhecê-lo, e que por isso, seus filho nasceram feios. Inclusive, grandes portais brasileiros falaram de tal notícia.





A notícia, de fato, é verdadeira. Porém, a foto usada pra ilustrar a notícia era uma dessas que estão em bancos de imagens, feitas por modelos pra serem vendidas com diferentes propósitos. Não raro, saem memes desses bancos de imagem, já que eles tiram fotos nas situações mais aleatórias possíveis.

A manchete da notícia anexada com essa foto, depois de passar pelas redes como link pra uma notícia, virou print (uma "foto" da tela), que, sendo mais fácil de se espalhar, de fato se espalhou, se tornando um meme, onde a foto vinha junto com as inscrições: "cirurgia plástica: você não pode esconder pra sempre". A dita foto foi usada porque mostra dois pais muito bonitos junto com três filhos que não se parecem em nada com os atributos deles.


Poderia ser só uma coisa que veio e vai, como quase tudo na internet, porém, a modelo começou a perder todos os seus trabalhos. Os que contratam modelos ficaram com medo de associarem ela a uma noção de falsa beleza.

Segundo Heidi Yeh, a modelo em questão, a força daquilo nas redes sociais se tornou tão grande que até seus amigos de longa data começaram a perguntar se ela tinha feito cirurgia plástica, e seu namorado começou a pensar em terminar devido à pressão dos amigos. E claro, as agências que contratam modelos riscaram o nome dela, porque tudo o que uma agência de publicidade não quer hoje em dia é controvérsia.

Heidi diz que sempre que, por um acaso, conseguia algum trabalho, logo aparecia alguém perguntando se ela era naquela foto (com ela aberta no celular), ela não mentia, e então era dispensada por alguma desculpa esfarrapada. 

Ela entrou em contato com a BBC, pertencente à imprensa ocidental, pra tentar "limpar" o nome dela e retomar a antes promissora carreira.



Segundo a modelo, de fato a foto foi feita pra uma clínica de cirurgia plástica, mas que no contrato a foto seria usada apenas em mídias impressas e só por aquela clínica. Porém, ainda segundo a modelo, o problema começou quando a agência de publicidade internacional J Walter Thompson permitiu que outra clínica usasse a foto em uma mídia digital.

Esse foi o início do problema. Ela diz que foi esse segundo cliente que alterou a foto, que não estava no contrato, a clínica Simple Beauty. A foto foi alterada no Photoshop pra deixar as crianças feias. A notícia do homem que venceu na justiça contra a mulher que teve filhos feios depois de uma cirurgia plástica secreta, notícia real, aconteceu quase ao mesmo tempo que a foto.

Logo, a mídia usou a foto como "imagem ilustrativa", e a bola de neve tomou força. Então começou a batalha judicial contra a agência, que, após uma coletiva de imprensa feita pela modelo, aceitou remover a foto de seus arquivos, mas agora já era tarde demais.


Hoje ela vive no Condado de Nantou, em Taiwan, um lugar tranquilo. Ela vende produtos cosméticos, e desistiu de sua carreira como modelo. Eis a força dos "memes".

Fonte: BBC