Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Mulher é condenada a pagar 6,1 milhões de reais a profº de direito após falsa acusação de estupro


Franceso Parisi e Morgan W. se conheceram em 2014 e começaram um relacionamento. Mais tarde, neste mesmo ano, os dois compraram um apartamento juntos. Porém, não muito depois da compra, o relacionamento desmoronou.




Como era de se esperar, esse apartamento comprado em conjunto virou o motivo de diversas disputas judiciais entre os dois. A Corte de Apelos de Minnesota, em 2016, fez um julgamento favorável a Francesco, e duas semanas depois Morgan fez um boletim de ocorrência denunciando Francesco por um estupro que aconteceu em janeiro de 2015.

Segundo a denúncia da mulher, durante o estupro ele bateu com a cara dela no concreto, deixando-a sem três dentes. Franceso foi preso, e durante este tempo, não pôde ficar com sua mãe, que morreu durante a estada do filho na prisão.

Porém, o estado acabou retirando as queixas três semanas depois pois não havia nenhuma evidência de que Franceso tinha feito isso, e ele foi solto. Morgan também fez um boletim de ocorrência denunciando que ele tentou atropelá-la, o que não tinha nenhuma evidência também. Além do mais, os promotores descobriram que a mulher fez denúncias quase idênticas ao seu ex-marido há 10 anos após a separação dos dois.

Parisi tem três diplomas em direito e dois em economia, ensinou na Universidade de Bologna e depois na Universidade de Minnesota. Ele já escreveu 10 livros e mais de 200 estudos sobre direito. Porém, mesmo depois das acusações serem retiradas, a reputação de Franceso estava arruinada. 

Todos os seus alunos acreditavam que ele era um estuprador. Algumas de suas aulas foram canceladas. Algumas pesquisas na internet ainda o apontam como estuprador. Segundo entrevista dada à Fox News, ele viveu um inferno.


Quase 4 anos depois disso tudo, o tribunal de Minnesota finalmente condenou Morgan, e ela terá que pagar a maior indenização por difamação da história do estado: 1.2 milhão de dólares (aproximadamente 6.1 milhões de reais).

Conforme as difamações mais destroem a vida das pessoas por conta da velocidade com que as informações são espalhadas pela internet, maior vem se tornando o peso deste crime, e essa indenização gigante veio pra deixar isso claro.