Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Policiais vão verificar chamado sobre UMA pessoa picada por UMA abelha e são atacados por 40.000 abelhas


Aparentemente seria só mais um chamado chato em Pasadena, na Califórnia. Uma pessoa que foi picada por uma abelha. Por que raios as pessoas ligam pra polícia pra isso? Passa um álcool, tira o ferrão com uma pinça e já era. Porém, era uma terrível armadilha do reino das abelhas.




Um grupo de policiais foi acompanhado com os bombeiros até um edifício após alguém ligar pro 911 dizendo que foi picado por uma abelha. Embora achassem que seria um bate-volta inútil, eles tinham que seguir o protocolo pra ver se era ou não um enxame.

Quando chegaram ao local, perceberam a pior hipótese possível: eles estavam sendo furiosamente atacados por cerca de 40.000 abelhas, coisa que ninguém quer durante o horário de trabalho. 3 dos policiais que estavam lá tiveram que ser imediatamente levados ao hospital com risco de vida por causa das inúmeras picadas. 

Os outros, que estavam mais longe, bloquearam o acesso ao quarteirão imediatamente. Então mais bombeiros foram chamados e a coisa ficou tão feia que teve até helicóptero da TV filmando tudo.



"Eu estou no corpo de bombeiros há 18 anos e já respondi a diversos incidentes com abelhas", disse a oficial de relações públicas do corpo de bombeiros de Pasadena, "mas nunca vi um enxame dessa magnitude".

As abelhas picaram um total de 7 pessoas antes que os policiais bloqueassem o acesso, e 5 delas tiveram que ser internadas. O pior caso foi de um bombeiro, que levou 17 ferroadas. Eles notaram que o enxame tomava a quadra inteira. Logo, o helicóptero da TV filmava a luta entre policiais, bombeiros e abelhas ao vivo. 


Com roupas cobrindo todo o corpo, dois bombeiros subiram por uma escada até o quarto andar de um prédio, onde localizaram uma colmeia gigante. Depois dela ser removida, os homens usaram CO2 e espuma pra acabar com o enxame. Algumas abelhas morreram, mas a maioria fugiu.

O bombeiro que levou as 17 picadas descreveu em entrevista como foi no hospital: "eu gritei igual meu filho de 7 anos".

Fonte: Fox News