Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Youtuber que fez fama mostrando cotidiano de seu filho adotado anuncia que não está mais com ele


Myka Stauffer é uma Youtuber que faz vídeos mostrando o cotidiano de uma mulher em sua casa, ou seja, como uma mulher pode melhorar sua rotina acordando todo dia 6 da manhã, ou como ter a motivação pra limpar a casa, atividades pra fazer com o bebê na quarentena, dentre outros diversos assuntos.




Mas chama a atenção o modo pelo qual ela primeiramente conquistou esse grande público, exibindo, passo a passo, momento a momento, e minuto a minuto, todo o processo de adoção de uma criança chinesa. O assunto era o principal de seu canal, e chamava bastante atenção, mostrando Myka e o marido lutando pra conseguir adotar a criança da China.

Em 2017 o garoto, batizado Huxley, foi finalmente adotado, e o seu canal monetizado passou a exibir então o seu cotidiano com o filho adotado. Foi aí que sua popularidade explodiu, e ela inclusive conseguiu diversos patrocínios.

Ela então começou a se posicionar como uma advogada da adoção, aparecendo em diversos órgãos da imprensa pedindo a facilitação das adoções internacionais. A moça tem dois canais: um dela, que conta com 699 mil inscritos, e outro da família que foi apagado, onde ficavam os vídeos com o garoto adotado (quem quiser conferir, o link do antigo canal, citado pelo Buzzfeed News, está aqui. Tal link consta no site oficial do canal que ainda está no ar, aqui) .

Bom, semana passada ela anunciou que Huxley, a criança adotada, agora está com outra família.

Começou em julho de 2016, quando foi publicado no canal um vídeo chamado "GRANDE ANÚNCIO!!! BEBÊ #4". Afinal, Myka, tinha um filho de um relacionamento anterior e mais dois com o atual marido. O anúncio era referente a um quarto filho que seria adotado.


No total, foram 27 vídeos contando a jornada da adoção. Em certo momento, ela começou uma vaquinha virtual para necessidades não especificadas de Huxley. Segundo ela, cada 5 dólares doados liberada uma parte de uma foto dividida em 1.000, que no final seria a revelação da aparência de Huxley.

Segundo Myka, em um artigo que escreveu, a agência de adoção informou que Huxley tinha danos cerebrais, e que inicialmente eles não queriam isso, mas que depois seus corações foram amolecidos e eles prosseguiram com o intento.

Em outubro de 2017 foi publicada uma compilação retrospectiva de toda a série referente à adoção dedicada a "todos os órfãos do mundo". Huxley foi adotado com 2 anos e meio. Esse vídeo foi visto 5.5 milhões de vezes.


Deste momento de outubro de 2017 até outubro de 2018, o número de inscrições do seu canal dobrou. Ela recebeu patrocínios de empresas como Glossier, Good American, Fabletics e Ibotta. Também apareceu na revista People.

Porém, o casal descobriu que nem todos os problemas do menino foram revelados pela agência. Descobriram que o menino teve um derrame no útero, que tinha autismo no grau 3 e uma disfunção de processamento sensorial. Mas ela diz que pra lidar com isso tudo o que você precisa é de "um grande coração e praticar paciência todo dia".

Em setembro de 2019, ela publicou uma atualização sobre a criança, dizendo que ela estava fazendo terapia e que seu progresso era muito bom. Em uma das últimas publicações onde Huxley apareceu, Myka fala sobre como era difícil lidar com seus problemas. No dia das mães, ela disse que foi um dos feriados mais difíceis que ela já teve.

O menino desapareceu, e os fãs começaram a perguntar sobre onde ele estava. Ela não falava mais nada sobre o assunto, e fizeram até contas como "Justiça pra Huxley", pra pressionar Myka a responder sobre o que aconteceu com o menino.

Então o casal publicou um vídeo sobre o assunto chamado "uma atualização sobre nossa família", onde eles dizem que a criança agora está com outra família. Segundo o casal, a decisão foi tomada pelo bem-estar de Huxley. Segundo eles, a família que está com ele agora é um "match perfeito", e que a criança está feliz.

Também alegaram que não falaram nada sobre pra respeitar a privacidade do menino e por motivos legais não explicitados.


O advogado do casal os aconselhou a não falar mais nada sobre o assunto, e que, de novo, por motivos não explicitados, "foi a coisa certa a se fazer". Após o caso estourar, a polícia do Condado de Delaware anunciou que abriu uma investigação pra verificar se algum crime contra a criança foi cometido nessa história toda.



Nos comentários do vídeo onde o casal chora e fala sobre o ocorrido, os comentários chegam a 80 mil curtidas. "Quando você adota, você se compromete com a criança não importam quais sejam as suas necessidades", diz um comentário com 78 mil curtidas. Outro argumenta que quando decidimos ter um filho biológico, não sabemos se ele vai ter necessidades especiais ou não, e mesmo assim, temos que cuidar deles. Assim, o mesmo deve ser feito com crianças adotadas. O comentário com essa linha de argumentação chegou a 29 mil curtidas.