Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Homem faz hack-armadilha pra CS:GO que ferra com o próprio cheater maravilhosamente


Algo que incomoda muito em jogos online são os "cheaters", jogadores que usam programas conhecidos como "hacks", que te dão vantagens enormes sobre os outros jogadores, como uma mira automática que vai sozinha pra cabeça de qualquer um que apareça. Basta dar o tiro.




As empresas que gerenciam tais jogos, é claro, condenam a prática, banem os usuários que forem flagrados usando tais hacks e costumam usar barreiras anti-hack, que analisam o computador da pessoa antes do início do jogo. Porém, tais barreiras precisam ser constantemente atualizadas, já que com cada nova barreira, os cheaters vão bolando novos modos de burlar tais barreiras.

Sendo assim, é constante o problema com um cheater durante uma partida. E que o digam os jogadores de CS:GO. Porém, um Youtuber chamado ScriptKid bolou um jeito de se vingar destes cheaters.

Como? Fazendo uma armadilha disfarçada de hack. Ele fez um site e usou o sistema de anúncios do Google pra fazer ele aparecer em primeiro nas pesquisas. No site, o hack-armadilha era dado de graça. O que os cheaters não sabiam é que o hack ia ferrar ele mesmo durante o jogo de diversas maneiras, pra ele, bem ruins, pra nós, bem divertidas.

 CSGOREAPER foi o nome do Hack-Armadilha. No site, são anunciadas muitas coisas que um cheater procura, como assistência de mira, inimigos no radar, dentre outras coisas.

O ScriptKid sabia que não podia ser algo muito óbvio, já que a diversão acabaria rápido. Ele também colocou no programa um código que enviava pra ele o link do replay da partida, pra ele poder ver o que rolou com o cheater.

Pra que os castigos fossem discretos, o ScriptKid fez com que eles fossem ativados aleatoriamente e sem um padrão certo. Do nada algo estranho acontecia, o cheater se ferrava, e tudo voltava ao normal. Mas então os castigos vão ficando cada vez mais frequentes, e como os cheaters normalmente são pré-adolescentes não lá muito sagazes, as situações ficaram bem divertidas.

O código tem na fonte diversas localizações dos mapas, e sempre que o cheater passa por uma delas, um castigo aleatório também é ativado, além dos castigos que têm uma chance de acontecer sempre que uma ação é feita, como veremos:

 
Estes são os castigos contidos no código:

1) Burning Man: a granada é jogada obrigatoriamente pra baixo, e o movimento das pernas é impedido por alguns segundos.



2) No Plant or Defuse: cancela a colocação ou desarme da bomba, e toca barulhos falsos pra confundir o cheater


3) Big Spender: no início da rodada, o cheater começa a comprar sozinho diversas armas ruins, jogando-as pra cima assim que a compra é efetuada, até todo o dinheiro ser desperdiçado.


4) No Spray 4 U: sempre que o cheater está soltando uma rajada de tiros contínua, conhecida como "spray", há 50% de chances da arma ser jogada pra frente


5) Invert Mouse ADS: quando o cheater mira com uma sniper, há uma chance do mouse ser invertido


6) Violent Speed Momentum: em alguma tripwire (área de ativação de algum castigo), o cheater tem a sensitividade aumentada pra 100, e começa a pular freneticamente


7) Butterfinger: o cheater joga a arma fora toda vez que tenta atirar. Parecida com a NoSpray4U, mas no primeiro tiro


8) Do You Even Aim Bro?: basicamente o oposto do Aimbot: toda vez que a mira é colocada em um inimigo, ela vai sozinha pro lado


9) Bloodbrothers: finalmente, o último castigo é aplicado, que visa fazer o jogador ser expulso da sala. Nele, o cheater atira sozinho toda vez que sua mira estiver sobre um companheiro de equipe.


Veja as punições em ação aqui: 



O curioso é que o Brasil ganhou mais uma medalha. Nas métricas de downloads por país do hack-armadilha, a Polônia ficou em primeiro, e o Brasil em segundo. Dessa vez ganhamos da Alemanha, que ficou em terceiro.