Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

"Incel" faz bomba de pregos pra ferir garotas populares da facul, explode a própria cara e é preso


Um homem de 23 anos da Virgínia, no ponto mais baixo de sua frustração oriunda de seu fracasso amoroso, resolveu fazer uma bomba caseira com pregos enferrujados e outros pequenos objetos de metal. 

Seu plano era fazer algo contra o sentimento ruim que havia em si, usando as líderes de torcida do time de futebol americano da faculdade como "bode expiatório".




Core C., de 23 anos, foi a um hospital particular em Richlands com uma mão amputada, a outra com dedos amputados e diversos ferimentos "chapiscados" no pescoço e no rosto. No hospital, ele dizia que foi um acidente com o cortador de grama.


Porém, a polícia, investigando o caso após o hospital falar sobre o estado do homem, encontrou a grama de seu quintal bem alta. Mas ao invés de grama cortada, acharam vestígios de uma explosão, com pregos enferrujados e pedaços de pele e carne em certo lugar da casa.

Eles também acharam um pedaço de um diário ou carta onde ele relatava tensão ao "se aproximar do vestiário das líderes de torcida (cheerleaders) gostosas". Na mesma carta, ou diário, ele diz: "eu não terei medo das consequências, não importa o que for, eu serei heróico, farei uma declaração como Elliott Rodgers"

Elliott se matou em 2014 após matar 6 pessoas, incluindo duas mulheres. Ele deixou pra trás um manifesto justificando a violência e se tornou inspiração pra certo setor do movimento conhecido como "incel" que foi pra um lado mais "Coringa" da coisa. Nem todos os que se originaram dessa corrente pregam a violência, no entanto. Entre os que se denominam MGTOW, por exemplo, o comum é vê-los discutindo estoicismo e "self-improvement".

Como ficou patente ser o caso do planejamento de um ataque terrorista em ambiente público, o caso se tornou do âmbito federal, e Core realmente está em sérios problemas (e isso sem contar a mão e os dedos que perdeu). Ainda bem que ele não conseguiu colocar a bomba onde queria, ou muitos inocentes poderiam sair feridos.

Fonte: NY Post