Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

TikTokkers seguem coordenadas do app Randonautica e encontram mala com cadáver


Essa história um tanto bizarra talvez esconda coisas ainda mais bizarras por trás. Antes de irmos aos fatos particulares disso, devemos explicar o que é a cultura Randonautica, que tem se popularizado entre adolescentes.

Provindo de uma mistura de "misticismo quântico", à lá "psicólogos" do "inconsciente coletivo", com o livro "O Segredo", e uma pitada de tecnologia, um grupo de pessoas desenvolveu esse App acreditando que os nossos pensamentos influenciam no "campo quântico" ao nosso redor, e que por isso, as coisas que se passam em nossa alma acabam gerando "flutuações no vácuo".





Esse papo já vendeu milhões de livros e palestras de auto-ajuda, mas agora está tomando uma entonação macabra. Esse grupo de pessoas fez o App Randonautica, que segundo eles, usa uma tecnologia chamada "QRNG" (quantum number random generator, ou gerador randômico de números quânticos).

Tal gerador é influenciado pelas ondas cerebrais (segundo eles) e os números são gerados com base nos seus desejos. Mas que números? Coordenadas.


O Randonautica gera coordenadas pra onde você deve ir. Mas segundo a proposta do app, as coordenadas não são aleatórias, e sim, são geradas com base em uma "sincronicidade" entre o universo e você, baseando-se nos seus pensamentos e pra onde o "universo" quer te levar.

No aplicativo dados são mostrados como "entropia gerada" pela sincronicidade entre você e o universo. E antes da "viagem", você escolhe a entonação da coisa. Ou seja, se quer uma viagem apaixonante, etc. É aí que começa nossa história: esses adolescentes escolheram uma viagem "arrepiante".

Obviamente esse papo todo de panteísmo quântico estourou como uma bomba em adolescentes entediados, e viagens feitas pelo aplicativo estão sendo constantemente gravadas no TikTok. Em alguns casos coisas estranhas aconteceram. Um TikTokker mostrou o app levando ele pra um túmulo de um parente. Outra, encontrou uma pessoa bem estranha no meio do nada. E mais uma foi cercada por um grupo de guaxinins bem dóceis.

Mas nada que fosse ser assunto de polícia. Até o momento. A curiosidade matou um gato, sempre devemos ter isso em mente, e talvez o gato tenha sido colocado em uma mala. O grupo de adolescentes que escolheu a viagem "arrepiante" foi até a coordenada gerada pelo "QRNG".

Chegando no ponto, que era na beira do mar, o grupo se deparou com algumas pedras ao lado da avenida Alki Southwest, em Seattle. Porém, no exato ponto marcado tinha uma mala preta. Os adolescentes brincavam, achando que era dinheiro ou algo assim. Uma delas vai abrir a mala, e quando abrem, o cheiro horrível de carne putrefata sobe.

 Com medo, eles chamam a polícia

Além disso, o que estava fedendo era envolvido por um saco preto. Os adolescentes chamam a polícia, que fecham o local. A polícia confirmou que era um cadáver, e está investigando. 

O que há por trás desse "gerador quântico"? E se o "gerador quântico" for um maníaco traficante de órgãos, e quando o App estiver bombando, a "sincronicidade" se torne um esquema de venda de rins? Pode ser qualquer coisa. Mas se tem um bom conselho, este é: não siga coordenadas aleatórias geradas por um app.

Segundo a mãe da adolescente que aparece no vídeo abrindo a mala, ela não consegue dormir direito desde então. A adolescente disse nos comentários do vídeo no TikTok que quando chegou em casa ela desabou psicologicamente.


Fonte: Metro UK,