Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Homem relata pesadelo após ficar preso longe da mulher e filho em ilha paradisíaca a 24000km


Em março, Rob Small foi curtir uma viagem a uma ilha paradisíaca chama Upolu, em Samoa, um pequeno país da Oceania, a 24.000km de onde mora, na Inglaterra.




Porém, com a chegada repentina da pandemia, todos os voos internacionais no país foram interrompidos e o homem ficou preso no lugar, longe de sua mulher Becky e de seu filho de 4 anos, Oliver.

Agora, Rob acredita que só poderá voltar no Natal, e diz que ficar preso em uma ilha paradisíaca não é o que as pessoas dizem ser.


Ele já está no lugar há 5 meses e diz que agora percebeu que a verdadeira ilha paradisíaca é estar perto da família e dos amigos.

A ilha Upolu é a segunda maior das ilhas de Samoa, ocupando 1.125 quilômetros quadrados. O lugar, muito visitado por turistas por sua imensa beleza, tem um centro de mergulho e outro de esportes aquáticos.

O homem foi à ilha justamente porque foi ele quem abriu esses dois centros no lugar. O hotel de lá, Sheraton, abriu licitação pra quem quisesse fazer o centro de mergulho e de esportes, e Rob, com um sócio, venceu a licitação.

Segundo Rob, ele passa 2 meses na ilha gerenciando o negócio, e volta pra ficar 2 meses em Londres. Mas agora ele já está lá há 5 meses.


O problema é que ele só está com um par de camisetas e uma bermuda, já que ladrões invadiram o lugar e levaram todas as suas roupas. Provavelmente eles também estão presos na ilha. E ficar preso numa ilha com bandidos não é nada bom.


Por um outro lado, as paisagens o consolam. Agora ele espera pra que possa voltar pra casa.

Fonte: Metro UK