Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Caminhoneiro é estuprado e morto por pais furiosos após garota mentir sobre assédio


Os pais de duas garotas pediram ao caminhoneiro Dmitry Chikvarkin, um vizinho dali, que desse uma carona pra elas até uma creche. Uma das garotas tem 10 anos, a outra tem 3, e o homem de bom grado aceitou levá-las.




Mais tarde, a mãe das duas, Valeria D., foi buscá-las de carro na cidade de Verkhnyaya Pyshma, na Rússia. A menina de 10 anos então disse a ela que o Dmitry tocou "abaixo da cintura" dela. Valeria, que tem 25 anos, reagiu "furiosamente", segundo o relatório da polícia, e foi direto ao encontro de seu marido, Sergey C., de 33 anos.

 Valeria D., mãe da menina

Eles então resolveram fazer justiça com as próprias mãos. Ambos chamaram mais três amigos que aceitaram executar o homem após uma sessão de tortura. Segundo a polícia, após o sequestro do homem, um cano foi usado pra estuprá-lo e depois pra matá-lo com pancadas na cabeça.

O pai com a menina de 10 anos

Após as terríveis consequências de seus atos e da polícia entrar no meio, a garota de 10 anos que fez a acusação contra o caminhoneiro de 48 disse que "mentiu" como "brincadeira". "Ele aceitou ajudar aqueles pais dando uma carona, e acabou morto", disse um amigo do homem.

 "Ele nunca faria mal a uma criança", disse um de seus amigos

Ambos os pais, bem como um dos amigos deles que ajudaram no crime (Mikhail I., de 27 anos) foram presos. A polícia ainda procura os outros dois comparsas. 

Quanto à menina, nenhuma acusação será feita. Mas isso mostra o quanto é importante não tomar uma acusação como uma condenação. Uma coisa é ser acusado, outra é ser condenado. Confundir as duas coisas pode levar a consequências desastrosas, como a morte e estupro do pobre Dmitry.

Fonte: Metro UK